Carta aberta a Cosme Rímoli.

Prezado Cosme,

Infelizmente eu não perdi o seu recente manifesto contra a corpulência de Ronaldo. Diante dele, simplesmente não posso me omitir porque o texto é uma avalanche de preconceitos e equívocos.

Pelo visto, a obesidade do ex-jogador Ronaldo [Fenômeno] é algo que desperta uma atordoante revolta dentro de você. Talvez não somente a dele, mas de todos os gordos que SE DEIXAM CHEGAR em tão deplorável situação.

Permita-me explicar que as suas concepções de saúde são ingênuas: o que define o estado de saúde de uma pessoa são os hábitos que ela cultiva, não as suas dimensões corpóreas.

Você já se deu conta de que existem pessoas magras que almoçam coxinha, consomem dezenas de marlboros [vermelhos!] por dia e são 100% sedentárias?

Vai escrever um tratado sobre a imoralidade dos magros fumantes? Essas pessoas que, nas suas palavras, “deveriam se respeitar”?

Pois é. Imaginei que não.

Vamos citar as suas palavras novamente a respeito do escandalizante ganho de peso de Ronaldo:

Ronaldo foi um dos jogadores mais importantes da história do futebol.

Está milionário.

Tem acesso aos mais modernos e caros métodos de emagrecimento.

Médicos, fisiologistas, preparadores físicos fazem fila para ajudá-lo.

Ele não quer.

Cosme, você já parou para pensar que: se atletas como Ronaldo são a epítome da disciplina…E se, milionários que são, têm acesso a absolutamente TODOS os recursos disponíveis… talvez emagrecer não seja assim TÃO simples? Ou uma mera questão de “querer”?

Todos os participantes do “Medida Certa” e do “The Biggest Loser” voltam a engordar após perda recorde de peso.

Então SERÁ que o problema não reside NO MÉTODO?

Ou você realmente acredita que a explicação para que um indivíduo recupere todo o peso perdido através de uma dieta radical e episódica é simplesmente falha moral? Negligência? Preguiça?

Ronaldo está constantemente exposto aos holofotes, sofrendo não-solicitada pressão de pessoas como você para que apresente-se mais magro… e você crê que ele simplesmente “não quer”?

Mas Cosme… vamos nos atrever!

Suponha por um momento que ele, de fato, NÃO QUEIRA. Suponha que ele realmente [e como você disse] ache que já se sacrificou demais durante as concentrações e agora “chutou o balde”.

E aí?

Eu sou profissional da saúde. Nutricionista. E um dos meus deveres é promover saúde e incentivar bons hábitos. Mas uma coisa que eu não posso fazer é segurar uma pistola contra a têmpora de um indivíduo para que ele pare de comer a gordura da costela e vá correr no parque.

Quando uma celebridade faz um casamento opulento no Castelo de Chantilly, logo em seguida se separa, se aposenta, engorda, festa, fuma, come churrasco e sai com travestis… sabe qual é a parte que nos concerne? Nenhuma.

Ronaldo se aposentou, está gordo e é um bom vivant. Apenas supere.

Ronaldo finge não entender o incômodo que provoca sua gordura.

E nós fingimos acreditar que Cosme Rímoli se preocupa com a ~problemática da obesidade~.

Paola Altheia

 

Anúncios