Bernardo Fala!!!

Recebo muitos depoimentos sobre como o NSE mudou a vida das pessoas, sempre fico muito feliz. E quase sempre os relatos são de mulheres.

Eis que ontem eu recebi esta mensagem maravilhosa do Bernardo Boëchat:


“Oi Paola, tudo bom?

Eu tô te mandando essa mensagem pra te agradecer demais pelo seu trabalho. Quando conheci sua página, estava passando por um momento péssimo de auto-estima, lutando contra a família para evitar fazer uma cirurgia bariátrica e já quase sem forças pra resistir o futuro tenebroso que tinham traçado pra mim. Assim que curti a página, já coloquei pra ‘ver primeiro’ no feed, porque cada post seu era um alívio, e me dava mais forças pra conseguir me amar da maneira como sou, pra só depois pensar em o que eu poderia mudar pra me sentir cada vez melhor. Hoje em dia, já mudei muito a minha cabeça e minha maneira de agir, e isso tudo me possibilitou perder o medo de me expor.

Foi assim que eu finalmente tirei da gaveta o projeto de abrir um canal do youtube para contar minhas histórias. Tenha certeza que por trás disso tudo tem suas palavras e sua determinação de continuar lutando para acabar com essa distorção estética que por tanto tempo somos massacrados.

Muito muito muito obrigado por tudo.”


Agora assistam este LINDO VÍDEO:

Eu me senti honrada, emocionada, feliz e orgulhosa do Bernardo. Melhor vídeo, melhor canal, MELHOR exemplo de saúde.

Lembro que quando comecei o NSE, eu não sabia direito o que aconteceria, nem qual seria a receptividade do público. Mas disse a mim mesma: “se pelo menos uma pessoa mudar a sua vida para melhor, fico satisfeita.”

Não sei exatamente quantas pessoas o NSE atinge e o impacto que ele causa. Mas sei que já ajudou mais do que uma pessoa. O Bernardo é uma delas.

Não é fácil dar a cara pra bater falando coisas totalmente diferentes do status quo. Como disse a minha amiga Lydiane Bragunci, eu recebo um zilhão de críticas nessa internet. Tenho haters? NOSSA, se tenho!! xD

Eu queria ganhar uma moeda para cada vez que sou chamada de louca que venera a obesidade. 

Posso até ser louca, mas de uma coisa eu tenho certeza: o discurso-padrão não encorajou o Bernardo a abrir seu canal. 

Ele não decidiu se expor, se amar e se cuidar porque:

Disseram que ele tinha que ter “força de vontade”;

Disseram que ele, gordo desse jeito, estava com o pé na cova;

Disseram que ele precisava fazer uma dieta;

Disseram que ele precisava perder X quilos;

Disseram que ele deveria se envergonhar de ser tão gordo;

Disseram que ele precisava comer mais salada e se matricular na academia;

Disseram que “é gordo quem quer”;

Ele abriu o canal mesmo sem ter emagrecido (algo que pensava ser necessário) porque se aceitou, se acalmou e decidiu encerrar a briga contra ele mesmo.

E você pode acompanhar os vídeos dele para constatar que ele NUNCA esteve tão feliz e tão saudável.

Aceitação não é conformismo. Se detestar não é o caminho.

Sempre digo:

Não é mudando que você vai se aceitar. É se aceitando que você vai mudar.

E é a mais pura verdade.

Histórias como a do Bernardo compensam cada besteirol que me escrevem ❤

Então:

Sigam o canal do Bernardo!! 😀

 

 

Anúncios

9 ideias sobre “Bernardo Fala!!!

  1. Catarina Goncalves

    Eu sou portuguesa e vivo em Macau e descobri o seu blog numa altura em que desenvolvi ortorexia. Não imagina o quanto me ajudou!

  2. Marcelle Monteiro

    Paola, eu gosto muito de autoconhecimento, de ser minha amiga e meditar, mas eu tava em dias ruins. Há umas semanas entrei num estado afastado de mim, nem meditar eu meditava (porque esse é meu caminho de amor por mim) e, se antes eu estava super bem e super me aceitando, voltei ao medo de ser eu. Por uns dias nem percebi como estava na merda, mas acabei notando que eu estava com vergonha. E pensei: Marcelle, jura que você tá se anulando?! No meio dessa semana encontrei uma restrição low carb (Imagina, eu que amo comer fruta!). Era vegetariana e deixei de ser, mas não gosto de comer carne o tempo todo, como é nessa restrição. Foi tenso. Fiquei assim por uma semana, mas eu não estava me percebendo. Você entende isso? E daí vi seu vídeo com a Alexandra. Isso foi suficiente para eu me perceber. Poxa, eu estava me maltratando fazendo coisas que não gosto só porque nem sei por quê. Obrigada por expor sua opinião, Paola. Percebo que, ao menos na minha vida, basta que eu me sinta bem, quero dizer, se eu me digo que sou maravilhosa, então sou. Estou escrevendo porque eu sei como é me amar e respeitar e também sei como me maltratar, estava optando pelo negativo e você naquele vídeo me fez olhar para mim e voltar a ser quem eu sou de verdade. Para mim é muito importante tá de boa comigo e ser minha melhor amiga ever.

  3. Patrícia

    Puxa, Paola, obrigada por “me” (nos) apresentar o Bernardo!
    Pelo seu blog eu agradeço a cada santo post!
    Beijão!

Os comentários estão desativados.