“Nossa, mas como você emagreceu!!”

Ai meu se-nhor…

Quem já não ouviu essa frase de parceiros, de chefes, colegas de trabalho, vizinhos, estranhos na rua… e que porcaria que não é esse tipo de situação!

Digo “porcaria”, pois primeiro de tudo é uma baita invasão. “Sinceramente quem te perguntou alguma coisa pessoa?” é o que vem à minha cabeça quando ouço comentários não-solicitados sobre minha pessoa, relacionados a peso ou não.

Algumas pessoas podem não se sentir ofendidas com esse tipo de comentário e isso é super okay, mas para muitas de nós isso é algo chato pra caramba.

Se esse é o seu caso ou se você faz esse tipo de coisa, vem comigo aqui e lê esse texto por favor.

Como tenho alguma experiência na vida com esse tipo de coisa, pensei em respostas possíveis pra esse tipo de comentário que vocês podem ficar à vontade pra usar.

“Sim, sabe como é, câncer tem esse efeito nas pessoas…”

“Eu estou me recuperando de um transtorno alimentar então é… não comer faz isso mesmo”

“Fiz uma cirurgia e quase morri, mas com certeza, perder peso é o mais importante nessa vida”

“Sabe como é, tive uma intoxicação alimentar e fiquei 2 dias internada vomitando. Achei que fosse morrer.”

Parece dramático não é? Mas a verdade é que não sabemos o motivo por trás da perda de peso. Pode ser um processo de luto ou uma doença então dizer nessas horas “que bom que você perdeu peso” é de uma falta de noção tremenda.

Ps: Aceito sugestões de outras frases! 🙂

No geral eu costumo mudar de assunto e falar de outra coisa, mas tem dia que eu estou com sangue nos olhos e esse tipo de comentário não desce.

O que eu acho mais curioso é como as pessoas se dão o direito de comentar a respeito dos corpos de outras mulheres, assim, de graça, e não solicitado mesmo!

Imagina se essa moda pegasse pra todos os nossos relacionamentos ou interações sociais?

“Nossa fulano, você é feio mesmo hein? Seus pais não têm vergonha de você?”

“E esse nariz de tucano ai, vai fazer cirurgia quando?”

“Nossa mano, mas você mudou, está muito mais feio.”

“E essa perna torta ai?”

“Caraca mas você é chato demais por isso ninguém te aguenta”

Parece indelicado? Pois é!

Que alegria seria, sqn. Fazer comentários a respeito da aparência das pessoas é grosseiro e indelicado simplesmente porque você não sabe a razão pela qual a pessoa mudou. E mesmo se soubesse….não cabe a ninguém ficar fazendo esse tipo de comentário. A menos que você tenha esse tipo de relacionamento com seus amigos e não se importe, o que geralmente não é o caso pra nós mulheres, não é mesmo?

Não acho que ninguém goste de se sentir julgado pela aparência, pelas escolhas, por nada.

Eu sempre escutei a seguinte frase e a tomei como lema para a vida: “se você não tem nada de bom pra falar, fique quieto”. Eu acrescentaria só uma coisa: “se você não tem nada de bom pra falar ou não sabe se isso vai ser bom, não fale”.

Na dúvida, cale.

Mas infelizmente algumas pessoas não se tocam mesmo, né? Falta empatia ou vontade mesmo de não ser desagradável.

Então aqui vão umas dicas pra lidar com esse tipo de situação e manter minimamente a sua sanidade mental. Você pode sempre escolher confrontar a pessoa mas é claro que existem situações onde esse tipo de atitude é inviável ou você pode não estar disposta.

1.Cantarole uma musica bem legal na sua cabeça

Avistou aquela pessoa desagradável vindo? Puxe o seu repertório de músicas mais legais, animadas, bestas ou divertidas que você consegue lembrar e cantarole. Na sua cabeça. Deixe a pessoa falar, dê uma balançadinha de cabeça e solte uns ‘uhuns’ eventuais. Continua a cantarolar. Balão mágico pra mim funciona bem ou a abertura de Pokémon ou algum desenho da minha infância.

2. Pense em pôneis ou animais fofinhos

Sério, quem consegue ficar triste pensando em focas filhotes ou cachorrinhos? Pegue uma referência pra você e foque nisso. É quase como uma barreira instantânea contra a negatividade.

3. Pergunte!

Diante do desnecessário: “Nossa, você emagreceu!”

Perguntas possíveis:

– Você se acha no direito de falar do meu peso por que, exatamente?

– Não entendi… o que isso tem de relevante?

– Por que meu peso é tão importante pra você?

– Esse seu comentário é relevante por que, mesmo?

E veja a pessoa se contorcer de frustração tentando responder a essa ou essas perguntas!

Se você quiser ser mais delicada vale só pontuar: “eu gostaria que você não falasse do meu peso ou corpo”, “não gosto desse tipo de comentário”, “não acho que temos intimidade pra você fazer esse tipo de comentário”… SE quiser se posicionar.

O que vale é o que te faz sentir confortável.

Lembre-se: não há nada de errado em se proteger da negatividade alheia. Você não tem que justificar os seus incômodos pra ninguém além de você mesma. Se você não gosta de uma determinada situação e isso te faz sentir mal, então você não gosta. Simples assim.

Minha sugestão é: guarde os questionamentos pra sua terapia ou pra você mesma se entender melhor. Não deixe ninguém te dizer como você deve se sentir, okay?

Thaiana Vaz Cutini.

(Texto escrito pela psicóloga parceira do NSE, autora do Blog “Mulheres que Se Transformam“)

Anúncios

3 ideias sobre ““Nossa, mas como você emagreceu!!”

  1. Noris Botelho

    O pior é quando a gente está claramente engordando e chega alguém com a maravilhosa constatação de “como tu estás mais magra”…
    É cruel e desnecessário. Uma vez emagreci muito. Não foi fácil. Quando estava bem magra em relação ao meu peso normal,
    aquele irmão que sempre me chamou de baleia, passou a questionar o que eu tinha que estava com cara de caveira. Não deu outra, respondi que eu estava com AIDS… Foi a última vez que o infeliz me encheu a paciência com piadinha idiota sobre o meu corpo. E olha que depois disso eu engordei muito de novo. . .

  2. Karina

    Já aconteceu comigo:
    – nossa! como você emagreceu!
    – é que peguei uma pneumonia fortíssima, fiquei péssima por semanas e alguns dias internada. (era verdade)
    – pelo menos tem essa vantagem em ficar muito doente.
    – …

Os comentários estão desativados.