De qual lado parte o “MIMIMI”?

Hoje me enviaram um print do perfil de uma moça chamada Ana Caroline, que para mim seria interpretado como mais uma bobagem qualquer na internet não fosse o fato: esta garota é uma estudante de nutrição.

gorda bronca ana caroline

Ana, bora se educar dentro de um assunto que não está na sua grade formativa?

Eu já expliquei inúmeras vezes que:

  1. Nem todo magro é saudável.
  2. Nem todo gordo é doente.

Inúmeras. Gostaria de ganhar uma moeda para cada vez que eu preciso explicar isso. Acho que é justo que eu ganhe três moedas quando o comentário estereotipado parte de nutricionistas ou estudantes de nutrição.

(se ESCLARECIMENTO valesse moeda…)

Também já falei sobre a falácia ridícula de que modelos plus size incentivam a obesidade e um estilo de vida que não é saudável.

(relacionar modelo plus size com doença não tem absolutamente NADA A VER… Apenas pare.)

Vamos continuar:

“Talvez os padrões de beleza até sejam construídos socialmente. E talvez você até consiga mudá-los…”

Em algum momento desta frase foi levantado o argumento de que os “padrões” que talvez (!!!) sejam construídos socialmente (tá sobrando contagem de calorias, tá faltando leitura)…

 FAZEM MULHERES FICAREM DOENTES????

Kate Moss, Heidi Klum, Gisele Bündchen, Candice Swanepoel… Ring a bell?

Perseguir este tipo de corpo DISTANTE de mais de 95% da população feminina (muito mais!!) te parece saudável?

Demi Lovato, Anahí, Jane Fonda, Mary-Kate Olsen, Victoria Beckham, Nicole Scherzinger, Lindsay Lohan…

E aí??? Nesses casos, você tem ALGUMA COISA para falar sobre os ~~~padrões de saúde~~~ e como nós temos que colocar a “SAÚDE EM PRIMEIRO LUGAR”?

Eu conheço moças que vomitam.
Eu conheço moças que têm medo de comer bala sete belo porque “engorda”.
Eu conheço moças que sobem na balança várias vezes por dia.
Eu conheço moçam que usam laxantes indiscriminadamente.
Eu conheço moças que não usam camisa regata em hipótese alguma porque têm vergonha dos braços.
Eu conheço moças que passam o dia à base de maçãs.
Eu conheçam moças que fumam para não engordar mesmo conhecendo todos os riscos.
Eu conheço moças que preferem receber QUALQUER OFENSA NO MUNDO do que ser chamada de “gorda”

Isso porque a minha vida é uma loucura atípica cheia de casos de estudo? NÃO!! 

Eu apenas sou mulher e habito o mundo. Ana Caroline: você também conhece uma multidão de mulheres doentes. Tenho certeza. Talvez você também seja uma delas.

Sobre ESSE TIPO de doença… você tem comentários??

(“não vou comer”)

Não tente convencer as pessoas através de argumentos FALACIOSOS que você se preocupa muito com a saúde das mulheres e que isso deve ser debatido. 

Você não quer debater coisa nenhuma. Você quer ferir gordas.

Você QUER ver memes rindo delas, QUER que fotos sem autorização sejam publicadas na internet. QUER ver, analisar, julgar, rir por dentro, se sentir superior, QUER que as pessoas gordas sejam tratadas com muita, muita, muita perversidade.

E se as gordas perderem a vergonha, começarem a se defender, ficarem felizes, se aceitarem e não se afetarem com O JOGO que você joga desde que se conhece por gente… Onde pessoas como você poderão encontrar o prazer da maldade? Ou encontrar um referencial para se sentir bonita?

Aliás, sobre a discussão sobre “o que é feio ou bonito”:

O NSE não existe para dizer às pessoas que elas têm que se achar LINDAS. Que só se sentindo bonita uma mulher pode ser feliz (Não!). O meu trabalho não é ficar repetindo e repetindo: você é linda de qualquer jeito”

Na verdade o que eu estou dizendo é que a cultura da beleza/magreza adoece e oprime as pessoas. Desconecta mulheres do seu valor pessoal…E a busca pela “beleza” nunca fez nenhuma mulher na Terra se sentir melhor. Muito pelo contrário. É uma armadilha tão perversa quanto não ter direito de votar. Ou não poder ingressar no mercado de trabalho. Então entende:

VOCÊ NÃO TEM OBRIGAÇÃO DE SER BONITA.

Isso significa que eu não estou aqui sambando no argumento raso de que gordas são bonitas. Eu acho que são. Mas ninguém é obrigado a achar. E NÃO É DISSO que o movimento Body Positive se trata. Não é simplesmente um monte de gordas alegando como são bonitas. Se situa.

Ana, sabe o que deve ser discutido em PRIMEIRO LUGAR?

R: A Crueldade.

Como falei ali em cima, assumir que a pessoa gorda é automaticamente doente é simplista e ignorante.

Mas vamos pensar numa mulher gorda E doente. Com todas as doenças crônicas do mundo!

Hipertensa, diabética, esteatose hepática, apneia do sono, dores articulares…Tudo, ok Ana Caroline? Tudo!

Você…tem…NOJO…dela.

Já que a visão dessa gorda te incomoda porque você não tem uma única gota de empatia no seu sangue… Você quer que ela seja punida. Quer que ela se ferre em todos os sentidos. Quer muito.

578176_463100980551627_7375351139522470574_n

(Ana Caroline tem o poder de postar Memes ácidos. Ela não tem o poder da empatia)

Você DETESTA a gorda, portanto:

Ela não pode conseguir um emprego;
Ela não pode comprar roupas bonitas;
Ela não pode ir à praia;
Ela não pode ter um namorado;
Ela não pode postar fotos na internet;
Ela não pode comer em público; [ela não pode COMER]
Ela não pode se achar bonita;
Ela não pode ser feliz;

E estar doente é impedimento para tudo isso? Não!!!!!!!!!!

Mas a corpulência dessa gorda te irrita. Afinal você não entende como alguém pode se PERMITIR chegar neste ponto.

(você deveria entender porque vai ser profissional de saúde. Mas se jogar no lugar-comum é a opção que tá mais fácil!) 

Só te digo uma coisa: antes te se formar, procure MELHORAR. Como ser humano. Como?

Colocando COMPAIXÃO em primeiro lugar, ao invés dessa sua fanfarronice sobre “saúde”.

A gorda parou de se esconder. Ela dança, se maquia, namora, ri, publica fotos, sente prazer, não tem vergonha de ser quem é. A gorda está ótima.

Ana Caroline se descabela.

DE QUAL LADO PARTE O MIMIMI?!

Anúncios

5 ideias sobre “De qual lado parte o “MIMIMI”?

  1. Alana

    Colega você viraria o tio patinhas ahahaha brincadeiras a parte existem milhões delas, infelizmente a sociedade é gordofóbica e isso é ensinado desde criança que ser gordo é ruim e quem é gordo não pode vestir, sensualizar, se gostar como um magro, vejo isso em todos os lugares inclusive na minha família, sinto tanto quando vejo minha sobrinha reproduzindo esses comentários, tento ajudar ela a compreender mas é difícil, eu sou uma, ela escuta besteira de vários outros…Então minha amiga, acho que você, eu e todos que pensam diferente vamos infinitamente reproduzir que magreza e saúde não são sinônimos. Bjoks

  2. Marília

    Isso quando não são as próprias nutricionistas a prescrever jejum sem levar em conta o dia dia da pessoa, a prescrever polenghi e outros alimentos altamente processados sabidamente prejudiciais apenas pq são de baixa caloria. Afinal oq importa é sempre o ponteiro da balança.

  3. karina

    Assim como Ana Carolina também sou estudante de nutrição e infelizmente existem várias Anas Carolinas no curso que não conseguem ver fora da caixinha da balança e pior acham sinceramente que o movimento de empoderamento dos ” gordos” é mi mi mi… Sendo sincera acho péssimo que pensem assim ruim para esse tipo de profissional pois a nutrição e o papel da nutricionista está mudando e como respondi para uma ” Ana Carolina ” da vida outro dia em plena sala de aula é o seguinte “… Não é mi mi mi, nosso papel como nutricionista não é só promover o bem estar físico, promovemos saúde através da alimentação, temos o dever de zelar por nossas clientes, orientando, conversando e empodeirando, passar dieta qualquer um pode passar quero ver ter empatia e saber ouvir e saber se colocar no lugar do outro!! “

Os comentários estão desativados.