“A pessoa pode ter o corpo que ela quiser”

O corpo que quiser

Uma frase que eu leio e ouço muito é:
 

“A pessoa pode ter o corpo que ela quiser.”

 

Mas SERÁ que é assim? Isso me preocupa um pouco. Porque não são poucas as vezes que me deparo com este argumento.

 

Nos é vendida a ideia de que um determinado corpo que nós desejamos pode ser ATINGIDO. Basta querer. E ter disciplina, força de vontade, comprometimento.

 

 

A mídia fala sobre modificação corporal como se fosse uma coisa simples. Fácil. Rápida. As atrizes e celebridades comentam que deram uma “mexidinha“, se referindo a procedimentos estéticos perigosos e invasivos.

 

enxurgar gordurinhas

 

(“”ENXUGAR GORDURINHAS”” – A mesma coisa que você faz com a louça, só que com anestesia, procedimento agressivo e pós operatório dolorido.)

 

Lipoaspiração
(ISTO é o que você considera uma “mexidinha”?)

É como se o nosso corpo fosse massinha de modelar (você já ouviu a expressão “modelar o corpo”?) e pudéssemos fazer o que desejarmos com ele. Basta a gente “querer” e ficar firme no propósito.
 
(se você não conseguir, a culpa é inteiramente SUA, é claro)

 

Quando percebo que uma pessoa está querendo ter uma constituição física muito distinta da dela, peço para que ela não pense no peso/formato do corpo. Mas considere outros aspectos.

 

Exemplo:

 

 
Eu tenho 1,71m de altura, cabelos lisos e olhos castanhos.

 

Eu posso QUERER ter 1,80m…. não vou conseguir.

 

Eu posso QUERER ter cabelo encaracolado… não vou conseguir.

 

Eu posso QUERER ter olhos verdes…. não vou conseguir.

 

A questão fica mais nítida quando projetamos a reflexão para OUTRAS características físicas, MAS nós verdadeiramente acreditamos que PODEMOS ter o corpo, as formas, o peso que nos der na telha

 

 
… Não é verdade.

 

1) O corpo que você deseja, normalmente, parte de um referencial (uma capa de revista, um anúncio, uma blogueira, uma atriz que você goste...)

 

 

Mas o corpo dela, é DELA.
 
Você tem o seu. Não faz sentido desejar o corpo de outra pessoa. Você tem outra bagagem genética, outra história, outro contexto de vida.

 

2) A pessoa pode atingir uma magreza limítrofe, perder muitos quilos em pouco tempo ou desenvolver músculos e ficar com um percentual de gordura baixíssimo?

 

R: PODE.
 
Mas isso demanda muita restrição, muito sacrifício, muita agressão ao corpo e muito impacto no metabolismo.

 

(eu já falei)

O efeito sanfona não me deixa mentir. Muita gente passa por isso. Até podemos submeter o nosso corpo a um jeans 36… mas se essa NÃO FOR a nossa constituição física genuína, forçar o corpo a ser algo que ele não é, é como usar lentes verdes.

 

(NÃO É BEM ASSIM!!!)

 

A magreza massacrante e forçada não é de verdade!

 

“Ah, mas a pessoa pode emagrecer se ela quiser, se ela estiver insatisfeita com o corpo…”

 

É CLARO que sim!!!

Estou dizendo que é impossível emagrecer ou definir o corpo? NÃO!!

 

Isso é perfeitamente possível.

 

Mas precisamos ter expectativas REALISTAS.

 

Podemos administrar o nosso corpo dentro das nossas possibilidades.

 

12895375_893671317397473_2003651870_n

 

(A percepção SEGMENTADA do corpo nos faz crer que podemos modificar nossas características físicas com “força de vontade”)

 

Mas acreditar que “a pessoa pode ter o corpo que ela quiser”… É uma noção equivocada. Precisamos pensar antes de empregar essa frase.

Não podemos escolher corpo na vitrine. Temos o nosso. E ele tem limitações. E precisamos aceitá-las.

 

 

CORPO NÃO SE ESCOLHE EM CATÁLOGO.
Anúncios