Noivas, parem.

Gente, o post de hoje será breve porque eu prometi para mim mesma como meta de saúde, não ficar até as 4 horas da manhã (ou 5hs….) administrando o NSE.

Ou seja: se você enviou um recadinho ou mandou um e-mail, pode ser que a sua resposta demore um pouco, mas eu lerei assim que for possível.

Vamos ao post:

Vocês já devem ter PERCEBIDO que 99% das noivas querem ou acham que precisam emagrecer para casar.

Fato que eu nunca entendi (a parte que eu entendo é que existe um nicho de mercado para isso, então enfiar neura na mente das noivas é um negócio extremamente lucrativo)

Mas eu verdadeiramente não entendo porque noivas deveriam emagrecer para casar. Na minha cabeça, as duas informações não conectam. Não faz o menor sentido.

O que é preciso para casar?

Um cartório ou uma igreja. Convidados. Convites. Decoração. Buffet. Quarteto de cordas… sei lá. O essencial para que um casamento possa ser realizado.

Na minha concepção:

Sempre pensei assim.

Mas atualmente os casamentos são uma quimera bizarra formada por: Arquivo Confidencial do Faustão, Dança dos Famosos e “O Grande Perdedor

Eu não entendo porque a noiva precisa assobiar, chupar cana, andar de monociclo, apresentar um número de ventriloquismo e cantar opera.

(Meio doido tudo isso…)

Não entra na minha cabeça. É uma pressão tremenda. O mundo inteiro observa a noiva. O casamento vira show.

Mas vamos focar na parte “O Grande Perdedor” dos casamentos.

(Espetacularização de gordos sendo humilhados na TV. Temos)

Por algum motivo místico, as noivas compram um vestido menor que o corpo e depois embarcam na missão de entrar nesse vestido. O investimento está feito. Você tem que se virar. Tem que entrar de qualquer jeito.

(POR QUE? Não sei.)

Existe uma profissional incrível, exclusiva, TOP, gente…É a costureira. Ela faz vestidos. Do seu tamanho.

(Ó que linda!)

Você está noiva? Está querendo emagrecer significativamente para o casamento? Por causa do vestido? Por causa das fotos? Por causa do álbum? Por causa das filmagens?

PARE. 

Me ouça.

Não ouça a mãe, a irmã, a tia, a madrinha, a prima, a vizinha, a dona da venda, a mulher do ponto do ônibus…

Porque todas elas estão ludibriadas com a louca ideia de que noiva tem que ser magra.

Só que existe um problema. Eu sou nutricionista. Mas eu não quero vender um PACOTE kit noiva para você. Eu quero te falar uma coisa séria:

Brincar de emagrecer pode te causar sérios problemas físicos e psicológicos.

Uma leitora, que também está noiva, me enviou estes ALARMANTES PRINTS de um grupo no Facebook:

noivas

(MOÇA, não é “força de vontade”. É transtorno alimentar)

Tenho mais prints. Não vou publicar para não dar ideia para ninguém. Mas uma das noivas pergunta: “como você conseguiu?” e a outra responde um cenário alimentar de HORROR, digno de um campo de concentração ou de uma masmorra na Idade Média.

Mulheres, parem.

Quando um objetivo de emagrecimento é abrupto e muito específico (emagrecer para o dia X, que é o casamento), o radicalismo não se sustenta e a dieta acaba na festa.

O seu cérebro registra que aquele será o limite, e depois que a festa passar, sua vida nunca mais será a mesma.

CASEI

(PRA QUE ISSO?!)

Eu poderia discorrer sobre: como nos ensinaram que ser bonita é sofrer, e ser bonita é ser magra. Portanto ser magra é o dever da mulher, porque ser magra é bonito. Então para ser magra ela tem que sofrer.

(Mindfuck. Eu sei. É a sociedade.)

E sobre como o bonito do noivo precisa APENAS de um fraque e a sua presença no local.

Poderia. Mas agora não.

Voltemos.

É sério: depois que a festa passar, sua vida nunca mais será a mesma.

Você vai engordar todos os quilos que perdeu e mais um pouco. Vai se sentir culpada por causa disso. Vai começar a pensar sobre alimentos obsessivamente. Vai ter episódios de compulsão e vai desejar ter de volta aquele corpo emaciado que nunca foi seu.

Não vai ser legal. Tô te dizendo.

Para casar, você não precisa de: aulas de spinning, aula de jump, 4 litros de água por dia, suco detox, zerar carbo, fazer dieta da proteína, ficar em jejum e desmaiar.

Para casar, você precisa de: tolerância, paciência, lealdade, devoção, amor, compreensão, resiliência, solidariedade, maturidade…

Casamento é um compromisso entre duas pessoas que juram (diante do altar, um celebrante ou um juiz de paz) que ficarão JUNTAS na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, nas derrotas, nas vitórias, nas trevas e na luz. Para sempre.

Sério isso, não?

Então será que não é melhor mudar de foco?

Anúncios

3 ideias sobre “Noivas, parem.

  1. Érica

    Muito bom texto, toda noiva ou quem pensa um dia em casar, como eu, deveria ler. Uma pena que a sociedade não ajuda em nada nesses momentos. Eu por exemplo não queria emagrecer porque me sinto muito bem com meu peso, mas até os médicos chegam dizendo que precisamos emagrecer, mesmo que essa não seja a razão de ir ao consultório. Daí fica trise mesmo. O jeito é ter muita paciência e nutrir a autoestima todo dia.

  2. Tatiana Lambert

    Eu entrei nessa paranóia… até minha psicóloga me olhar e dizer “-*você vai deixar de casar porque está se achando gorda? Seu noivo vai desistir de casar porque você se acha gorda? Foque no que precisa ser feito (confeccionar e distribuir convites, concluir os DIY) e relaxe, porque você vai se casar e pode escolher entre aproveitar o caminho até o altar, ou sofrer e perder a parte mágica de tudo*.”

    Casei em 07/11/2015, com o maior peso que já tive nessa vida (72kg, para 1.61m), mas qdo vejo as fotos, vejo a felicidade no meu rosto, no rosto do meu marido, meu casamento é o “retrato” de toda a dificuldade que passamos, até realizar esse sonho. Valeu muuuuuito a pena, principalmente porque eu decidi aproveitar a jornada e ser feliz, com 72kg (nota: minhas taxas/exames são normais, dentro dos padrões, o que significa que eu sou saudável).

    Tatiana Lambert

  3. Heloisa Carvalho

    ❤ NSE ❤
    Mandar pra todas as amigas que enlouqueceram/enlouquecem e pras que me perguntaram como eu não enlouqueci.
    Gente, casamento não é sobre caber num vestido que não é do seu tamanho, nem sobre estar ~linda~ (leia-se magra) no dia da festa. Certeza que se o noivo te ama mesmo, ele não está nem aí se você tá mais magra ou mais gorda. O vestido tem que servir em você, não você no vestido. Compre um número maior, mande ajustar… Voilá! Eu fiz assim. Escolhi, comprei, medi, ajustei. Ficou perfeito no meu corpo e eu não fiquei enlouquecida pra emagrecer.
    Organizar uma festa, por menor que seja, é estressante, pra quê desmaiar de fome no meio desse processo??? É irracional.
    É só uma cerimônia, É só uma festa. Relaxem e aproveitem.

Os comentários estão desativados.