Antes & Depois x Antes & Depois

Antes & Depois x Antes & Depois é a competição de um “Antes & Depois” de uma pessoa com o “Antes & Depois” de outra pessoa.

(Confuso, não? Muito!!)

Já tinha visto isso acontecendo nas redes sociais, e a leitora Eve Souto providencialmente me enviou um texto discutindo essa questão:

Eu quero falar sobre algo que me incomoda muito. Não só a mim, mas pessoas que conheço, que são gordas, também ficam incomodadas. É sobre as fotos que as pessoas postam de ‘Antes e Depois’ quando emagrecem.

 Hoje eu abri minhas redes sociais e vi uma enxurrada dessas fotos. Fiquei muito incomodada. Não tive nem tenho nenhum tipo de sentimento invejoso ou, como dizem, recalque. O meu incômodo é na questão de que não acho isso algo incentivador para que as pessoas busquem uma vida mais saudável, busquem uma alimentação saudável, busquem fazer exercícios de forma saudável. A impressão que tenho é que essas fotos são para “causar inveja”. Não por acaso, a maioria desse tipo de foto são feitas por mulheres. O que leva a questão da tal “rivalidade feminina”.

O que leva as pessoas a competir: quem emagreceu mais em menos tempo, quem ficou com mais músculos fazendo a maior quantidade de exercícios, quem possui a dieta mais restritiva, quem toma mais suplementos. E, de uma forma geral, as legendas dessas fotos são as mais aterrorizantes possível.

Já vi:

 “Poucos meses e a diferença que não comer carboidratos faz”
( Isso foi na foto ‘Antes e Depois’ de uma conhecida minha que em pouquíssimos meses emagreceu 40 kg)

 “Viva a Fluoxetina!”
(na foto ‘Antes e Depois’ de outra conhecida que em semanas emagreceu 14 kg)

 “O restinho vai no pote mesmo”
(em uma foto ‘Antes e Depois’ em que o cara ostenta um “depois” todo musculoso, segurando um pote de whey protein, como se estivesse tomando no próprio pote. Esse tipo de foto, aliás, já vi vários homens fazendo igual…)

(S2 Whey)

“Como vale a pena o esforço de não comer lixo”
(em uma foto de ‘antes e depois’ de uma mulher que já era magra e se tornou musculosa.)

 “Há 8 meses mudei. A diferença são 33 kg a menos”
(em uma foto ‘Antes e Depois’ em que a mulher antes está com um top, uma legging e uma cara triste. Na foto depois um top decotado, uma legging apertada e cós bem baixo, maquiada, cabelos feitos e um enorme sorriso)

Invasão minha: não querida. Você NÃO mudou. Você continua sendo A MESMA pessoa, com as mesmas características de personalidade, qualidades, talentos únicos e a mesma essência. Você modificou o seu corpo. Isso é um fator externo. Isso não significa que você se transformou em outra pessoa.

volta pro texto da Eve…

E os comentários:

“Nossa que mudança incrível”

 “Nem parece a mesma pessoa”

“O que emagrecer faz com a pessoa…”

“Você está maravilhosa, uma deusa”.

Esse tipo de reação acontece em todas as fotos ‘Antes e Depois’ de mulheres.

E legendas como:

 “O que tomei foi coragem”

“Qual a sua desculpa?”

“Por uma vida sem lactose, glúten e lixo”

lixo light

(“Agora todas as minhas refeições são sintéticas. Por uma vida light e em pó!”)

Nova invasão minha: PESSOAS, entendam o que verdadeiramente é COMER LIXO

Volta…

Dei esses exemplos porque são situações que vejo que acontecem nessas fotos, não só em uma e outra, mas de uma forma geral.

Me sinto incomodada. Não é porque sinto inveja ou “recalque”, mas porque percebo a competição que tudo isso virou. Não estou afirmando que não se pode fazer essas fotos. Meu incômodo é a distorção que existe. Não enxergo um estímulo para que as pessoas busquem uma vida saudável. Isso está fazendo a pressão em cima dos gordos aumentar, não é raro gordos escutarem:

 “Você viu a foto de antes e depois de fulana? Como ela emagreceu. Ela está linda”

E aí aquele olhar de:

“E você vai continuar gorda, ou vai emagrecer e postar a sua foto de antes e depois?”

Ou se a pessoa emagrece, outras pessoas ficam buzinando porque tem que postar foto de antes e depois.

Ou se está num processo de emagrecimento buzinam pra não esquecer de tirar foto quando começou e aí a “dica” de tirar foto “feia” pra quando emagrecer postar foto “bonita”.

 O que eu percebo é como essas pessoas passam a ser tratadas.

ANTES: uma gorda pobre coitada digna de pena. “Que feia que era”.

DEPOIS: tomou vergonha na cara e virou gente. “Ficou linda”.

Eu estou errada em achar que fotos de ‘Antes e Depois’ não são um estímulo para que outras pessoas busquem por melhorias de forma saudável e está levando as pessoas a fazerem loucuras por causa de uma foto?

Eu estou errada em achar que fotos de ‘Antes e Depois’ está estigmatizando ainda mais as pessoas gordas como “fracassadas”?

Eu estou errada em achar que fotos de ‘Antes e Depois’ são montagens de distorção de imagem mentirosas?

Que tudo isso resume uma pessoa que “virou uma pessoa digna de conviver com outras pessoas” só porque na foto ‘depois’ está “maravilhosa” e ‘antes’ era uma “derrotada”?

Estou errada em achar que fotos ‘Antes e Depois’ estão resumindo ainda mais as pessoas apenas a uma IMAGEM de seus corpos?

Estou errada em achar que fotos ‘Antes e Depois’ podem gerar frustrações por uma pessoa não conseguir emagrecer tanto em tão pouco tempo, por não ficar “maravilhosa” igual ao “depois” da fulana da foto?

…Porque a fulana na foto depois está maquiada, está com cabelo feito, fez mil tratamentos estéticos, usou de recursos de edição de fotografia para dar uma boa “melhorada” para evidenciar o quanto antes era uma pessoa “acabada”. Aí quem quer ficar igual se frustra porque não tem meios disponíveis pra tratamentos, pra fazer edição de fotografia. Aí isso leva a pessoa a desenvolver transtornos alimentares, transtornos de imagem e a ela irá cometer loucuras até conseguir produzir uma foto ‘Antes e Depois’ igual à da fulana que serviu de “exemplo”.

Paco na linha:

É, Eve. Você não está errada. Em nenhuma pergunta que você fez.

É muito complexo, a sociedade está MUITO adoecida e tudo o que você narrou compõe o motivo pelo qual eu sustento essa página: acordar as pessoas para os danos causados pelo CULTO AO CORPO

Saúde? Não.
Valores? Não.
Talentos? Não.
Bondade? Não.
Honestidade? Não.
Inteligência? Não.
Qualidades? Não.

top pelado

O corpo, apenas. Massa magra, magreza. Shape top.

E eu vejo isso como um problema de saúde mental coletivo. Estamos todos desvairados. Cegos. Desesperados por validação de terceiros.

12728793_974310999330530_5684231917368704257_n

A frase que mais me chamou atenção ao longo de todo o seu texto foi:

“o que emagrecer faz com a pessoa…”

Sejamos francos: NADA.

A PESSOA existe. A PESSOA é a essência. A PESSOA está ali, não importa quantos quilos ela pese ou quantas modificações corporais ela faça.

Mas realmente, hoje em dia, quem emagrece ganha status de HERÓI. E ninguém questiona ou se importa com os meios que ela usou. A questão central não é a saúde. Não é. Não é. Não é.

O que importa é postar o melhor Selfie. E permeando tudo isso rola todo a problemática da superficialidade, da competição… E da animosidade entre as mulheres.

(É tudo Recaaalque)

Eu também não gosto. Não vejo benefício NENHUM nesse tipo de postagem.

Quem publica, além de estar expondo seu processo de emagrecimento (que é uma experiência pessoal) para o mundo inteiro, mergulha num frenesi de restrição alimentar (podendo envolver também laxantes, vômitos e medicamentos), transfere todo o seu senso de identidade para a quantidade de curtidas e elogios que recebe.

Chance grande: após um emagrecimento caótico de MUITOS quilos em POUCOS meses (ou poucas semanas), as pessoas recuperam todo o peso que perderam e mais um pouco. Efeito sanfona. E como se expôs para TODO MUNDO, fica envergonhada pelo seu “fracasso” e ficará sonhando com o momento transitório em que foi magra e “podia” postar fotos. E essa dinâmica toda faz mal.

Quem vê as publicações se sente fracassado, inadequado, feio, preguiçoso, indigno…

Faz mal também.

Faz mal para os dois lados.

Não promove saúde.

..É só mais um dos aspectos desajustados da sociedade contemporânea.

Anúncios

2 ideias sobre “Antes & Depois x Antes & Depois

  1. Heloisa Carvalho

    Relato meu:
    “- Nossa, você emagreceu! O que você fez?
    – Não muito, tenho tido muitos problemas gástricos, passo a maior parte do tempo enjoada e não estou conseguindo comer direito…
    – Ah, mas pelo menos você emagreceu, né? Risos”
    Minha reação só pode ser traduzida com o meme Poker Face. Não, pessoa, não foi bom ter emagrecido desse jeito! Eu passei fome, estava a maior parte do tempo enjoada, com refluxo ou azia (ou tudo junto) e sem conseguir comer! Mas o importante é ter emagrecido -.-
    Outra
    “- Tá mais magra, hein?
    – É, precisei por orientação da endócrino. Tenho SOP e estava com minhas taxas (glicemia, testosterona, DHEA, etc) muito alteradas.
    – Ah… E agora, já está melhor?
    – Ainda não, estou fazendo o tratamento mas meu corpo não está respondendo.
    – Ah, mas você tá linda assim! Pelo menos isso, né?”
    De novo, Poker Face. Não, não está legal! Eu posso não conseguir engravidar naturalmente por causa disso (e eu quero ser mãe), então ~estar magrinha~ não é vantagem nenhuma, no meu caso…
    Já me pediram pra fazer foto de “antes e depois”… Na verdade eu tenho essas fotos, mas são exclusivamente pra mim. E estou tão feliz no “antes” como no “depois”. Aliás, não tem nenhuma foto minha gorda com cara de derrota, inclusive estou com um dos maiores sorrisos do mundo numa onde não dá pra saber se a grávida sou eu ou minha cunhada.

Os comentários estão desativados.