Killer Nachos.

Vamos lá?

Vamos viver intensamente este post no mais puro ritmo de treta?

*ATENÇÃO*

1) Eu sei que o guia alimentar para a população brasileira preconiza que é ideal consumir os alimentos in natura ou minimamente processados.

2) Eu sei que o Doritos é feito com milho transgênico e mais 27382672 aditivos químicos.

3) Não estou defendendo o consumo desenfreado de Doritos.

4) Não estou celebrando a obesidade (não tenho motivos para fazer isso)

5) Eu sei que o consumo de salgadinhos em excesso é nocivo para a saúde.

Então frisa a atenção no eco:

– em excesso….em excesso…em excesso….em excesso……em excesso…..

(…em….excessoo…)

Eu quero falar sobre UMA receita com Doritos. Ok? UMA.

(O triângulo laranja da discórdia)

E na levada do ♫ ritmo de treta ♩ , vamos continuar….

O que é terrorismo nutricional, mesmo? E como ele se manifesta?

Nas coisas do dia-a-dia.

Nos cardápios de restaurante que agora apresentam suas preparações nas versões sem glúten e sem lactose.

(sim, eu sei que isso é uma coisa BOA para quem tem doença celíaca e intolerância à lactose. Para quem tem esses problemas. Estou  falando de modismo)

(Sophie Deram)

Na fila do buffet por quilo, quando seu colega de trabalho ao lado pergunta “você vai comer ISSO?”

No Instagram do nutricionista que posta imagens como ESTA:

Ou ESTA:

(mordidas que decidirão seu DESTINO)

Ou ESTA:

(Que bizarro….)

Ou ESTA:

gorduras

(Malditas gorduras!! Kung Fu é o remédio…)

Eu poderia continuar infinitamente, mas o meu ponto é:

As pessoas estão aterrorizadas por causa de comida. Elas sentem medo. Mesmo.

O terrorismo nutricional também se manifesta em frases como “açúcar é veneno” ou “carboidratos são os maiores vilões da alimentação.”

[maniqueísmo alimentício, alô]

…E o terrorismo nutricional se manifesta quando o público reage com HORROR a uma receita com Doritos (publicada no Catraca Livre…)

Pausa na programação

(a PepsiCo não está pagando por esse post. Eu só quero falar sobre Doritos)

Retornamos ao nosso post original

Aí ontem eu postei ESTA IMAGEM no Facebook:

12509307_954649011277161_9076647967541571301_n

“Doritos é veneno puro”
“Infartei só de assistir o vídeo”
“Doritos já é um veneno”
“Que tal começar a segunda, terminando sua vida?!?!”
“Deixaram o Doritos mais mortal do que já é”
“O que?? E você acha que eu vou colocar essa m*rda venenosa na minha boca?”

Os comentários destacados são alguns, somente alguns, dos que manifestaram horror, asco e medo por causa de uma receita.

Doritos é veneno. Doritos é mortal.

(Doriiitos….)

Aí vieram os comentários:

Eu não entendi o problema do NSE com os comentários sobre essa receita. De fato, não é uma receita saudável e faz mal assim como todos os salgadinhos.

É só uma figura de linguagem, é só uma brincadeira, é só uma maneira de se expressar. É uma hipérbole… Você não pode censurar a liberdade de expressão.

Não.

Não tem nada a ver com o salgadinho “fazer mal”

(aliás, defina “fazer mal”: com que frequência e em que quantidade você consome salgadinho?)

e muito menos com uma “maneira de se falar” e/ou ferir a liberdade de expressão.

Não.

É muito mais do que uma ~hipérbole~. É o retrato de uma civilização.

O evento da receita com Doritos tem um significado muito, muito mais profundo.

É a epítome de uma sociedade lipofóbica.

Essa imagem pode ser colocada numa cápsula do tempo com a legenda:

“retrato de uma civilização que demonizava gordura.”

Daqui a 300 anos, será uma curiosidade antropológica.

A receita com Doritos provoca profundo terror nas pessoas. E o terror é fruto de um terrorismo (duh!) vasto, amplamente difundido, tão presente nas nossas vidas que a gente não percebe mais.

(Lembremos novamente que eu estou falando de UMA receita com Doritos. Que você vai consumir UMA vez… e possivelmente uma próxima daqui a muito, muito tempo)

VENENO: é uma substância que faz o corpo entrar em colapso. É uma toxina. O veneno simplesmente te escangalha por dentro. É uma substância que se você ingerir, você MORRE. O chumbinho, por exemplo, causa hemorragia interna.

11053881_948541781845301_8895406092097104896_n

(By Garotas Rosa Choque)

AÇÚCAR: é sacarose. Um dissacarídeo. Que o corpo reconhece, metaboliza e transforma em energia aproveitável. Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.

(Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA.Pode causar problemas de saúde se for consumido em EXCESSO e com muita FREQUÊNCIA……… certo?)

CENOURA: é um alimento “do bem”. Um alimento certo. Um alimento que ‘pode’.

Se você comer 3Kg de cenoura todos os dias por 6 meses, você certamente terá problemas de saúde decorrentes da monotonia alimentar e hipervitaminose A (toxicidade!)

Então não é apenas uma questão SIMPLISTA de:

– alimento do mal vs. alimento do bem

– certo vs. errado

– bom vs. ruim

– permitido vs. não permitido

– alimento jedi vs. alimento sith…

É questão de fazer uma análise global e parcimoniosa da situação. Pensar na quantidade, na frequência do consumo e na habilidade que o nosso corpo tem (pulmões, rins, fígado, intestinos) de metabolizar um eventual Doritos que você ingerir.

A nutricionista Maria Luiza Petty, no ano passado, também provocou TERROR nas mentes porque colocou uma receita de Yakissoba com miojo no seu livro “Lugar de Criança é na Cozinha”

(MIOJO para criança? Nãããooooo….!!!!!!!!!!!!!!!!!!)

A abordagem dicotômica e terrorista da alimentação é tão dramática quanto a educação sexual em algumas escolas americanas, que prega a abstinência porque do contrário você vai pegar doença venérea, engravidar, arruinar sua vida, MORRER!!! É o mesmo jeito desesperado de interpretar as coisas.

(Não faça sexo porque você vai engravidar e morrer)

(Não coma receita com Doritos senão você enfarta)

[Ah.Também tem outra coisa…

*Receita de Whey Protein adoçada com ciclamato, daí pode?*]

Muitas das pessoas no catraca livre comentaram “tenham a decência de publicar receitas saudáveis”

Porque o Doritos é indecente?

…É um alimento industrializado que você não pode comer SEMPRE, mas que se for ingerido uma vez ou outra… resulta em…problema nenhum. E indecência nenhuma.

Por que as receitas na internet têm que ser de salada de rúcula com manga, crepioca de banana, panqueca detox, petiscos diet e suco derretedor de gordura da Socialite Viciada em Dietas … SEMPRE?

946141_1021932207863887_3447018669825391819_n

(… Um caso agudo, muito grave, de receita DO BEM)

Quem falou?

QUEM… falou?

Que a receita tem que ser “light”…sempre?

Receita com Doritos também é receita, oras.

“Vamos ficar com um bom senso e lembrar que não têm alimentos bons e alimentos ruins, não têm alimentos que emagrecem de vez ou engordam sozinhos, não existem alimentos que curam o câncer ou causam ele, e não deveríamos demonizar alimentos mas sim fazer as pazes com eles.”

(Sophie Deram)

Mas se você não acreditou em nada que eu falei, pelo menos agora você já sabe:

Se quiser assassinar alguém, sirva nachos.

Anúncios

16 ideias sobre “Killer Nachos.

Os comentários estão desativados.