Eu tenho barriga chapada

O intuito deste Blog não é exibicionismo, nem propagar dicas fitness, muito menos promover a imagem da autora.

Mas há tempos tenho pensado em fazer este depoimento para dissipar a mística em torno da tal da “barriga negativa”… Ou barriga com gominhos, barriga chapada, seja lá que nome se dê para uma barriga como a minha.

Barrigas são como vidro e trincam?

Barrigas são como pilhas e têm polos?

Barrigas têm gomos que nem as mexericas? (aqui na minha cidade chamamos de mimosa)

Barrigas ficam chapadas porque fumam maconha?

Enfim, muitas perguntas.

O fato é que a minha barriga é reta (na realidade, chega a ser côncava) tem quadradinhos bem marcados. Sempre foi assim.

E isso não é mérito.

Nem foco, nem força e nem fé.

É simplesmente…genética.

O nome do meu Blog é “Não Sou Exposição”, portanto, evidentemente, não exibirei uma foto da minha própria barriga.

Fica a critério do leitor acreditar ou não no que eu estou dizendo. Até porque não estou me vangloriando de uma característica física, pois já mencionei anteriormente que não considero isso um mérito

( e não considero a barriga ‘positiva’ um demérito )

As pessoas relacionam qualidades morais (ou sorte na vida, ou garantia de felicidade ) com aspecto físico. E isso é muito louco.

O fato é que eu já ouvi muitos comentários do tipo:

Ah, essa barriga é meu sonho de consumo

Ah, se eu tivesse essa barriga…

Voce com esse corpo não tem do que reclamar

(Aaaff…Pelas barbas do profeta!!)

O que voce faz para ter essa barriga? [R: Nada.]

Recentemente, uma blogueira famosa (aquela que manda cuspir o chocolate e comer nua na frente do espelho ) sugeriu que as meninas que estão seguindo uma dieta mandem nudes (fotos sem roupa) para suas melhores amigas. Se a pessoa ‘sair’ da dieta, ou seja, ~jacar~ a amiga fica encarregada de passar a foto para todo mundo. Que mara.

nudes

Gente, NÃO!

Pessoas não merecem ser julgadas ou punidas por sua conduta alimentar e nem pelo corpo que têm. Ou porque não seguiram um programa de restrição absurdo e impossível de manter.

Então eu estou aqui para testemunhar para vocês que ter uma barriga que se enquadra no padrão de beleza que determina o que é ‘adequado’ e aceitável não torna minha vida fácil, glamourosa e nem mágica.

[Se nesta altura do texto voce estiver pensando ‘’pra você é fácil falar porque você é magra’’, clique aqui]

Eu estou passando por um problema de ordem emocional/psicológica do tamanho do Jotalhão (até por isso tenho passado tantos dias afastada do Blog) e posso GARANTIR que ter uma barriga ‘negativa’ não facilitou minha situação de nenhuma maneira. Portas não se abriram. Epifanias não aconteceram. Ninguém me ofereceu um emprego, um presente, um ingresso para assistir minha compania de dança favorita, um caminhão de prêmios do Faustão ou tratamento de graça. Eu continuo sofrendo e me sentindo completamente perdida.

(O Jotalhão é meu problema. Eu sou a Rita Najura)

Eu não tenho a felicidade plena só por causa do formato do meu corpo. Isso é a mentira das mentiras. Não importa se voce é gordo, magro, baixo ou alto (ou qualquer outra coisa)… As dificuldades da vida continuam acontecendo e ter um ‘’corpo perfeito’’ não poupa ninguém do sofrimento. Porque uma coisa não tem nada a ver com a outra. Não acredite nos discursos que dizem que a pessoa só será feliz e terá autoestima SE conseguir emagrecer. Exemplo:

12167843_698760533559371_566955559_n

 (discurso nada a ver)

Ser invejada não é um prazer, é um tormento. Nenhuma pessoa saudável deseja ser o foco da inveja alheia.

VOCÊ deve conhecer sua própria força, não precisa ~provar~ nada para ninguém.

Biquinis e ‘’roupas dos sonhos’’ são permitidos para TODAS as pessoas, não somente para as magras (claro que não podemos ignorar o fato de que algumas marcas de roupa são super exclusivistas e não oferecem tamanhos adequados. Mas são os tamanhos devem ser mais democráticos, e não as pessoas que devem se obrigar a ser menores para caber nas roupas)

Não é vergonha nenhuma e nem indigno ”sair gorda” nas fotos. Gordura não é sinônimo de feiúra e nem de desvio de caráter. Não importa qual é o tamanho do seu corpo, não é uma prática saudável ficar se comparando a uma ”leitoa” nas fotos. Fotos são registros dos nossos momentos, e não um puro e simples fator de exibicionismo.

Há muitas maneiras de provar sua força a si mesma, e perder quilos (desnecessariamente) é uma atitude que pode até revelar uma fraqueza diante as mensagens midiáticas que nos dizem constantemente que temos que emagrecer, emagrecer, emagrecer… Significa que voce se rendeu e topou sacrificar o corpo e a mente em nome de um ideal que faz milhões de mulheres sofrerem ao redor do globo. Siginifica que voce não consegue aceitar seu corpo com as faculdades que ele tem, mas sim que voce quer ser como a modelo da capa da revista. Isso não é força. É falta de autenticidade.

Saber que estão te olhando pela sua beleza não é necessariamente uma coisa legal. Porque ser ‘’feia’’ (eu não acredito que existe gente feia. Apenas vejo que existem características físicas diferentes) pode ser um bom filtro de babacas. É chato saber que uma pessoa veio falar com voce SÓ PORQUE te achou bonita.

Se amar e se aceitar não depende do emagrecimento. É perfeitamente possível desenvolver amor próprio sem modificar o corpo e é perfeitamente possível olhar no espelho e gostar do que vê, independentemente do peso, entendendo que gordura não é sinônimo de feiura (Não é. Pode procurar no dicionário).

Só sei que atualmente, neste momento, centenas ou provavelmente milhares de mulheres estão lutando, se sacrificando, desejando ter uma ~barriga chapada~, invejando quem tem e acreditando que este é o fator que falta para que suas vidas sejam maravilhosas.

”Deus e Diabo” foram substituídos por ”músculo e gordura”.

Então considerem o testemunho: eu tenho a barriga igualzinha à das blogueiras bobonas que promovem a própria imagem como se ter o corpo assim ou assado tornasse um ser humano superior aos demais (ou seja, culto ao corpo…)

Pois eu vou dizer o que acontece na nossa vida quando temos a barriga ‘chapada’…

NADA.

Pode parecer um sonho longínquo para algumas pessoas, que sofrem porque não aceitam seus corpos. Mas não é tudo isso. De verdade. Isso nunca fez diferença para nada na minha vida.

A ideia de que o corpo perfeito (de acordo com determinados critérios) traz a realização definitiva para os seres humanos é errônea e ludibriante.

O verdadeiro valor não está no corpo, mas sim no que decidimos fazer a partir dele. O corpo, por si só, nada significa. Adorar massa magra é uma tentativa de busca de sentido para a vida, que não se sustenta.

Ter uma barriga ~trincada~ de maneira alguma me livrou de uma depressão que vem me assombrando há meses.

Pode parecer que é grande coisa para quem está tentando atingir esse objetivo loucamente, negando sua própria constituição física, seguindo perfis fitness e compartilhando Memes motivacionais de musculação na internet.

Mas dou a minha palavra: NÃO É.

Ps: Não mandem nudes para as amigas. Essa sugestão é completamente descabida, IRRESPONSÁVEL e criminosa. Isso não se fala nem por ”brincadeira”.

 

 

 

 

Anúncios

13 ideias sobre “Eu tenho barriga chapada

  1. Lydiane

    Paola, receba o meu forte abraço, ainda que em pensamento! O lindo trabalho que você faz, na mais pessimista das hipóteses, repercute em despertamento e empatia. Por isso, o meu abraço é de profunda empatia e desejo de que você se recupere em volte a ver cores no mundo! bjo grande!

  2. Greice

    Rafaela, vc está misturando as coisas.
    Se olhar as publicações mais antigas, vai ver que as publicações nunca fizeram nenhuma referência a não se cuidar, a não praticar exercícios, a desassociação da obesidade à doença.
    A questão é que ninguém pode ou deve ser ridicularizado, humilhado por ser gordo, e ninguém é obrigado a ser saudável se for o caso, ninguém pode ser discriminado por isso.
    As blogueiras fitness de modo geral ridicularizam e aterrorizam quem não tem o “corpo perfeito”, e não, elas não estão falando de saúde, elas estão falando de aparência. Elas fazem terrorismo, como se quem não tiver o corpo “sarado” não será feliz nunca, não será amada. É só ver as imagens postadas nas redes sociais e republicadas aqui nesse blog muitas vezes. Isso não incentiva ninguém a ser saudável ou a ser feliz, isso só gera comparações desnecessárias e ódio ao próprio corpo. Elas fazem isso por dinheiro E exibicionismo, não pra ajudar alguém. Acredite em mim.
    abraço

Os comentários estão desativados.