Adquira um olhar crítico

Achei essa colocação da Brigadeiro de Alface tão fundamental, que trouxe ela pra cá:

10519511_398275826989161_2782193279269509458_n (1)

“Uma das formas mais sutis de controle é a mensagem que recebemos da mídia diariamente sobre como devemos ser e nos comportar. Essas mensagens são tão bem elaboradas, que nem sequer nos damos conta de estar consumindo os nossos valores e crenças de amanhã. Eu não estou falando apenas de comerciais e anúncios, mas também de filmes, seriados, novelas, revistas, jornais e livros.

Nós já olhamos mais criticamente para comerciais e anúncios, pois sabemos que o objetivo maior da mensagem é a venda, mas quando a mensagem está inserida em programas ou livros que adoramos, fica bem mais difícil usar o nosso pensamento crítico. Desde as princesas até as comédias românticas, aprendemos que mulheres sensíveis, frágeis, atrapalhadas e sonhadoras podem trazer amor e alegria à vida de homens fortes, atraentes e bem-sucedidos que só pensam em trabalhar. Elas oferecem leveza à vida desses homens e, em troca, recebem a segurança emocional e financeira de alguém determinado a vencer. Esses papéis femininos e masculinos, por mais que pareçam ultrapassados, continuam nos encantando em livros e filmes.

Em novelas e seriados, vemos que a beleza juvenil é o bem maior que temos para conseguir mudar de vida e sermos respeitadas. Em programas jornalísticos e de esporte, testemunhamos o envelhecimento de apresentadores homens sentados ao lado de uma colega jovem e atraente, que logo serão substituídas por outra colega jovem e atraente.

Nós somos influenciadas todos os dias pelo que vemos e assistimos, mas precisamos estar conscientes disso. Como qualquer outro produto, precisamos entender o conteúdo do produto midiático para saber se o que estamos consumindo aumenta ou diminui a nossa autoestima. Não é preciso se isolar do mundo para ter mais consciência crítica, basta assumir um papel mais ativo e alinhado ao seu amor-próprio.”

Adquirir um olhar crítico em relação ao conteúdo midiático é uma questão muito importante. Para homens e mulheres. As representações estereotipadas fazem todo mundo sair perdendo, são fator de exploração emocional e financeira e ainda por cima causam distanciamento, conflitos e falhas de comunicação entre os gêneros (a mídia mantém a sociedade num eterno estado de gincana de meninos contra meninas…)

image001

Faz toda a diferença conhecer os mecanismos utilizados pelos anúncios e qual a verdadeira mensagem que está sendo passada.

– Homens são viris e autosuficientes;
– Mulheres precisam ser “escolhidas”;
– Homens têm valor quando conquistam;
– Mulheres precisam desejar ser conquistadas.
– A moeda de valor do homem é dinheiro/poder.
– A moeda de valor da mulher é a aparência.
– O homem é sujeito ativo.
– A mulher é sujeito passivo.
– Homens devem se esforçar para ganhar dinheiro.
– Mulheres devem se esforçar para ter beleza.
– O homem é reconhecido pelo que ele produz.
– A mulher é reconhecida pelo seu aspecto.

brene

 

A divisão causa sofrimentos, dificuldades e bloqueios para ambos os lados.

O vídeo abaixo é muito interessante e trata do assunto de maneira didática e esclarecedora:

 

Quando uma mensagem midiática chegar até você, vá além do produto. Vá além do serviço. Vá além da ilusão que está sendo vendida. Pergunte-se:

– O que este conteúdo está me ensinando?

Anúncios

3 ideias sobre “Adquira um olhar crítico

  1. Carolina

    Reparei que depois de um tempo encarando as coisas com esse olhar crítico, é como tirar uma uma venda dos olhos. Foi assustador perceber que eu agia exatamente como é esperado de uma mulher: doce, meiga, passiva, prestativa, me desculpava o tempo todo, não sabia me impor nem dizer não pras pessoas (felizmente, estou conseguindo mudar isso). É impressionante como esses comportamentos vão sendo moldados e a gente nem percebe.

Os comentários estão desativados.