#NãoSeEsqueçadeBrincar !

Hoje, dia 12 de outubro, celebramos o Dia das Crianças.

Acho importante lembrar, em tempos de plena prática de erotização infantil, como foi o caso do ensaio controverso da revista Vogue Brasil, que a criança não esqueça de brincar.

Brincar é uma etapa fundamental da vida que contribui para a formação da identidade, caráter e subjetividade. Infelizmente essa parte da vida está sendo cada vez mais mesclada com a vida adulta, resultando em pequenas jovens ambíguas que evocam inocência, sensualidade e erotização.

kids-lingerie-71

(Campanha da marca de lingerie infantil francesa Jours après Lunes: coletivamente celebramos  criança adultizada ou adulta infantilizada? Faces de uma mesma moeda.)

Desde muito cedo (mais cedo do que na minha geração ou nas anteriores), as meninas vêm sido doutrinadas pelo discurso de que existir como mulher no mundo é ser cuidadosa com a beleza, fazer a manutenção dos atributos físicos… e deste modo alcançar a perfeição.

A lição implícita em cada peça midiática direcionada às meninas é que elas devem possuir um tipo de corpo: um corpo controlado, moldado e sacrificado em nome da beleza.

(“Eu quero participar de concursos de beleza até os mil anos de idade, porque eu ainda serei linda. Talvez eu precise de alguns liftings faciais.”)

O conteúdo direcionado às adultas também é absorvido pelas pequenas, e o recado que recebemos das atrizes, celebridades e musas fitness é o quanto ser Bela & Sexy é significativo para os indivíduos do sexo feminino, e como esse seria o único caminho a ser trilhado para o sucesso.

Numa sociedade hedonista, capitalista, materialista e superficial como a nossa, haverá ferramenta melhor do que o controle do corpo infantil? Se forem apresionadas no discurso agora, as teremos para sempre. Assim nascem, mais que novas consumidoras, novas mulheres adultas que relacionarão valor pessoal à aparência de modo imediato.

(“Criança, a Alma do Negócio” – você já assistiu?)

Por esta razão, o NSE apóia a campanha da página Garatujas Fantásticas #NãoSeEsqueçadeBrincar, contra o retrato frágil e erotizado de meninas, estereótipos de gênero e adultização da infância.

naoesqueca5

Como você gostaria que a infância fosse representada? Aliás, brincadeira é coisa de adulto também!

Vamos brincar? Feliz Dia das Crianças! 🙂

Anúncios