#AmigasFitDoBEM

Caras amigas #FitGirl Blogueiras famosas DO BEM,

Compreendo que jabá e publicidade disfarçada é uma considerável fonte de renda para vocês, mas se vocês têm os seus Instagrams, Facebooks e Blogs, OK: eu também tenho meus meios.

Vocês estão do lado dos valores contemporâneos, da fama efêmera e dos anunciantes. Eu estou do lado da saúde, da simplicidade e da beleza que não tem preço.

Preocupa-me o fato de que vocês não possuem formação profissional alguma em suas áreas de “atuação” e não cessam de falar bobagens em todos os meios de comunicação possíveis. Vocês têm o apoio de Educadores Físicos® e Nutricionistas®? Pouco me importa!

Sabe por que? Porque eu sou da área e sei perfeitamente qual é o caminho mais simplista, medíocre e oportunista que existe: falar besteiras que o público quer ouvir, ganhar dinheiro de anunciantes e misturar emagrecimento com “beleza”.

Vocês recomendam trocar carboidratos refinados por complexos, mas o seu discurso é a mais pura fast food: agradável aos sentidos, com alta densidade energética, mas que não nutre e não alimenta ninguém.

O “estilo de vida” de vocês é um tipo verdadeiramente ordinário de farinha refinada (espero que tenham condições de entender metáforas…)

Confundir musculatura aparente com valor pessoal, trocar ALIMENTOS por suplementos caros e desnecessários, viver em função dos elogios alheios e “curtidas”… Comida sem lactose para quem não tem intolerância, comida sem glúten para quem não é celíaco, ovos sem gema e Whey Protein como se fosse água!! Por que?? Para que? Garanto que nada, nada disso faz parte do currículo da Faculdade de Nutrição.

Chamem de preferência, escolha, ferramenta de status, vaidade, empreendimento, mania, obsessão ou besteirol, mas NÃO: não se atrevam a dizer que vocês promovem saúde. Saúde é um bem precioso demais para ser profanado pelas suas baboseiras.

Já que vocês gostam tanto de DETOX, sugiro uma profunda desintoxicação de seus valores torpes, seus conceitos errôneos de “saúde e bem estar”, da sua rigidez de comportamento e pronunciada lipofobia.

Encerro por aqui, dizendo que vocês não são NADAdo bem”: só querem holofotes, curtidas, exibição e dinheiro. A influência de vocês é negativa como a barriga desnutrida que vocês idolatram.

Ps: poupem o fôlego #GERAÇÃO de seguidores. Nem toda crítica é “recalque”… Às vezes o alvo do argumento simplesmente anda mandando muito mal, mesmo.

 

Hashtags

Anúncios

14 ideias sobre “#AmigasFitDoBEM

  1. Luciana

    Bom, concordo que existem sim pessoas obcecadas com o estilo fitness, mas também acho que você acabou exagerando um pouco.. eu sigo algumas blogueiras bem famosas, nutricionistas e até mesmo pessoas comuns que mudaram seu ‘estilo de vida’ e juro que nunca vi nenhum deles TROCANDO alimentos por suplementos ou recomendando alimentos pouco nutritivos. Sei obviamente que gira muito dinheiro nisso tudo, mas também falar que eles não propagam nada de saúde não é verdade. É necessário bom senso sempre, sobre o glúten e a lactose, se você não tem algum problema de saúde, você não vai morrer se ingeri-los, assim como a cola-cola, maas, com o passar dos anos já sabemos de possíveis problemas que estes e outros alimentos nos causam, logo não custa EVITA-LOS. Não podemos comparar uma dieta de um atleta ou de uma pessoa que realmente deseja ter um corpo super bem definido com a nossa, simples mortais que precisamos e não estamos a fim de abrir mão de um chocolate durante a semana, uma pizza quentinha, enfim.. muitas diferenças existem, mas continuo achando válido o perfil dessas super fit blogueiras, pois tem sim muitas coisas úteis para o nosso dia-a-dia, basta ter crítica e bom senso!

  2. Rachel Prochoroff

    Muito muito muito legal!! Eu sou uma ex-adolescente que foi gordinha até descobrir esportes que gostava muito e que não são tão comuns no Brasil (remo, rugby, fisioculturismo).
    Recentemente, uma colega gordinha me mostrou o instagram de uma mulher que tem “barriga perfeita” (e fica postando dicas de dieta e exercício) e disse “vou passar fome até ficar que nem ela”. Eu, infelizmente conhecedora da porcariada sintetizada que veicula no fisioculturismo, sugeri à minha colega que não ficasse obcecada por aquele corpo, porque provavelmente era resultado de oxandrolona e dieta muito restritiva de cutting. O que se seguiu foi surreal, ela passou a me chamar de invejosa e recalcada (acabei de ler seu post sobre isso, a propósito, que adorei!). Sempre achei que estas pessoas mentirosas fazem um desserviço à humanidade. Seu post me provou que não sou a única a pensar assim.

Os comentários estão desativados.