Laboratório de Estilo

Imagine que você está no conforto do seu lar e de repente sofre um ataque de estilistas, cabeleireiros e maquiadores que você não conhece.

Eles abrem seus armários, suas gavetas, palpitam sobre a cor do seu cabelo e das suas unhas e ainda por cima jogam sua calça de pijama (aquela cheia de bolinhas no tecido gasto de tanto usar) no lixo!

 

(MALDITOS, devolvam minha calça favorita!!!)

 

E eles prometem que com a OH TÃO NECESSÁRIA ajuda deles, “sua vida vai mudar”.

Eu não conhecia esse programa do “Discovery Mulher” mas se trata de um tratamento físico para problemas de ordem emocional.

Leia aqui sobre o “laboratório de estilo”

Aparentemente redefinir sobrancelhas, dar dicas de maquiagem para valorização dos traços, análise das proporções do corpo e tipo de roupa que favorece as curvas, além da mudança nas madeixas.” é um processo que vai TRANSFORMAR a vida de uma pessoa que, porque não gosta de se embonecar, esqueceu a alegria da vida (!)

Acontece que se a mulher em questão:

– Está deprimida.

– Se sente incapaz.

– Tem síndrome do pânico.

– Tem um transtorno alimentar.

– Está sofrendo a dor de um abandono.

– Tem problemas emocionais de qualquer natureza.

Sinto muito jogar água fria em toda essa magia da moda e do estilo, mas:

Maquiagem, compras e tintura de cabelo não curam problemas afetivos, emocionais e/ou psicológicos.

A verdadeira mudança tem que vir DE DENTRO: Aí a mulher se sentirá finalmente segura, vaidosa, com vontade de se valorizar e de cuidar do próprio corpo.

65262_505624492821459_770811655_n(by Moreno Pessoa)

Amor-próprio não está nos produtos. Não está nas roupas novas. Não está num par de salto-alto (nem num rímel da Avon…).

“Todas as participantes têm em comum a beleza esquecida em alguma gaveta do passado por motivos diversos: algumas se dedicam demais à família e ao trabalho, outras são do tipo “desavisadas” e não sabem como valorizar a própria beleza.”

NÃO, AMIGOS: eu não “esqueci” minha beleza em gaveta alguma. Eu sei exatamente onde ela está e eu não larguei em lugar nenhum. Ela é MINHA. Não está nos cosméticos e nem nas roupas novas. Eu me dedico suficientemente à minha família e ao meu trabalho e prefiro usar meu tempo ocioso para fazer coisas SIGNIFICATIVAS que alimentam minha alma (ler, dançar, fazer um bolo, brincar com cachorrinhos) do que dar meu suado dinheiro nos salões de beleza, shoppings e clínicas de estética. Da MINHA BELEZA, cuido eu. Obrigada. Não sou “desavisada”.

Não preciso de ajuda e DEVOLVAM MEU PIJAMA!!!!!!!!!!!

546661901_664

(Me gusta… ^^’)

Anúncios

5 ideias sobre “Laboratório de Estilo

  1. Ana

    Não vejo desse ponto de vista.Algumas mulheres ( muitas mulheres ) e até homens,passam por situações desagradáveis que acabam transparecendo principalmente as mulheres.Quando terminam relacionamento ou tem filho por exemplo.Acabam se desleixando,porque por dentro elas não estão bem.E as vezes um injeção de animo no exterior pode sim dar um gás pra pessoa melhorar e se dar mais valor.Mas digo por mim.Afinal,vão dizer que quando estão cabisbaixas e dão uma melhorada no visual não sentem mais animadas?

  2. quasemedicos

    Há mais ou menos um ano, eu fiz uma descoberta que mudou minha vida: eu não preciso ser bonita. Eu não preciso estar bonita 24 horas por dia. E mudou minha vida porque eu não fico mais infeliz achando que estou feia. Nunca mais. Porque eu me sinto confortável o suficiente pra ir pra faculdade ou pra qualquer outro lugar sem fazer as unhas, com o cabelo sem pentear preso num coque ou solto mesmo, sem maquiagem, de calça de moletom, de qualquer coisa que EU tenha vontade no dia. Esse tipo de programa é aquela coisa que põe na nossa cabeça que temos que estar bonitas 24 horas por dia, se não não nos cuidamos, nós não nos amamos, não somos mulheres.
    Tem uma amiga minha que acorda as 5h da manhã todo o dia para lavar o cabelo (e é todo o dia mesmo, em dois anos de faculdade, nunca vi ela com o cabelo não arrumado) fazer escova, chapinha e babyliss nas postas. Escolho dormir a qualquer momento, ou aproveitar e fazer alguma atividade física que vai melhorar meu humor e me deixar mais disposta.

  3. Paula Popolizio

    Estamos tão acostumadas com programas e propagandas como esta que, sem querer, assimilamos fortes afirmações como: “a partir de agora, com um pó colorido que vou passar na sua pálpebra com com a escova que vou fazer no seu cabelo, sua vida vai mudar!!”
    E ai, a gente se pega pensando.. “pô, também quero essa fórmula mágica, também quero minha vida mudando pra melhor em um passe de mágica”.
    E pronto, compramos essas ideias vazias, más e cheias de segundas intenções que a mídia vende pra nós, mulheres e homens, todo santo dia.
    AMO este blog, ele me ajuda a olhar pras coisas de maneira crítica, e quando eu assim faço, vejo o ABSURDO que estão nos enfiando goela abaixo como se fosse a real felicidade.

Os comentários estão desativados.