EU NÃO SOU EXPOSIÇÃO.

Eu sou mulher.

Me sinto ferida em minha humanidade e minha feminilidade. TODOS OS DIAS.

A indústria cultural me fragmenta, me desmembra, me humilha, me faz em pedaços, me usa e me descarta.

Quando me representam, sou uma “coisa”, sou um trapo, sou um resto, sou menos do que gente.

Eu sou a fertilidade. Eu sou o renascer. Eu sou a força da vida.

…E me matam a cada momento.

Eu não sou um objeto de satisfação, eu não sou brinquedo, eu não sou um detalhe menor.

Eu não estou aqui para servir as demandas do mundo.

Eu Não Sou Exposição.

Anúncios

4 ideias sobre “EU NÃO SOU EXPOSIÇÃO.

Os comentários estão desativados.