Eu não sou a Monalisa!!

Costumo dizer que o espaço para comentários de Blogs/Sites é a como cabeça da medusa: NÃO OLHE. Apenas leia o texto e vá em paz, pois a visão dos horrores inomináveis poderá te petrificar para sempre.

Perseus_and_Medusa's_head

(Buuuuuuuuu! “essa é minha opiniãão….”)

Hoje estava eu discutindo com umas colegas sobre este texto: O que os homens não entendem sobre cantadas.

EU, pessoalmente, não me sinto ameaçada e nem com medo quando me falam bobagens na rua. Mas eu fico indignada.

Acho bastante desconcertante andar pela cidade (quente!! Cidade QUENTE!!) procurando me ocupar dos meus afazeres diários e além de tudo precisar suportar homens absolutamente avulsos que eu NÃO CONHEÇO achando que podem avaliar a minha aparência e me falar bosta por direito divino.

Quando eu estou caminhando na rua, eu não dou o meu parecer sobre o que eu acho da aparência dos Fulaninhos que encontro no caminho. Primeiro: porque isso não me interessa. Segundo: porque eu respeito a privacidade e o espaço do outro. Terceiro: porque eu sei que o Fulaninho é UMA PESSOA e ele não está ali para agradar meus olhos.

 NINGUÉM quer saber o que os caras aleatórios na rua têm a dizer sobre nossos corpinhos sensuais.

Resulta que eu fui até a casa do capeta, o rosto da Medusa, a areia movediça, o pântano das dores: a área dos comentários.

E eis que ali um moçoilo dizia: “seguindo esse mesmo raciocínio, ninguém deveria mais visitar o Museu do Louvre, pois uma vez que obras de artes podem ser roubadas, então não se deve mais olhar para elas. Percebem a analogia?”

Cara, você fez tipo a pior analogia do mundo!!!

A diferença entre uma mulher na rua e uma obra exposta no Museu do Louvre é que… a obra está exposta!!!

Mulheres não estão desfilando por aí só para agradar a sua alma artisticamente sensível!

Eu não sou a Monalisa. Eu não moro dentro de uma moldura retangular. Minha missão na vida não é ser bela aos olhos de quem me aprecia.

a095gpX_700b

Eu não estou num palco, num pedestal, num tripé, num museu!!

E como costumo dizer, EU NÃO SOU EXPOSIÇÃO!

Anúncios

4 ideias sobre “Eu não sou a Monalisa!!

  1. Musicista Feminista

    As cantadas vêm disfarçadas de elogio, mas o cara que se acha com o direito de dizer que quer te comer ou que sua bunda é gostosa não está elogiando. Está colocando o poder de dominação que ele pensa que tem. Quem faz esse tipo de “elogio” pra desconhecidas raramente elogia a mãe, a irmã, a namorada, o colega que trabalha com ele. É um meio de mostrar poder, e elogiando a comida da mãe ele não demonstra nenhum poder, mas avaliando o corpo de desconhecidas sim.

Os comentários estão desativados.