Preciso emagrecer…E agora?

Sou estudante de Nutrição (me formo este ano) e já tive muitas experiências com pessoas que precisavam emagrecer pois estavam com problemas de saúde (estágios, ambulatórios, aulas práticas, etc..)

Algumas conseguiram, outras não. Tem também aquelas que conseguiram momentaneamente… e recuperam o peso tão rapidamente quanto perderam.

Porque emagrecimento não é um processo simples. Não é fácil,e infelizmente nenhuma pílula e nenhum “shake” mágico poderão te ajudar.

Dietas restritivas (Dukan, que é uma coleguinha da mesma família da “South Beach”, está na moda) são abruptas, radicais e praticamente impossíveis de sustentar por um longo período sem que a pessoa se torne um zumbi neurótico que teme carboidratos mais do que um tiro na cabeça.

Dieta “funciona”? Depende do significado de “funcionar”: a pessoa emagrece? SIM. Claro que ela emagrece.

Mas dieta FUNCIONA? Não.

Porque a pessoa segue regras e normas que vêm de fora, então não adquire autonomia para escolher as refeições por conta própria sem sentir que está “saindo da linha”. E dietas não levam à verdadeira mudança de hábitos e não modificam a predileção da pessoa por alimentos que engordam.  A pessoa continua apaixonada por lasanha e sorvete, mas resolve “se sacrificar” e encarar as “comidas chatas”.

(não me interprete mal. Eu também adoro lasanha e sorvete! Eu como lasanha e sorvete. Não é proibido. Mas devemos compreender que há momentos para comê-los. E também que há quantidades razoáveis que podemos consumir, sem a necessidade de “chutar o balde”)

Sou quase-nutricionista? Sim. Recomendo dietas? Não. Recomendo trocar o almoço por “Shakes”? NÃO.

Creio que muito além da fisiologia humana e das escolhas alimentares, ou mesmo da tal da “força de vontade”, o processo de emagrecimento está relacionado com uma questão muito mais profunda: ele é encarado como um “sacrifício terrível” que não temos paciência para esperar que termine.

Mais ainda, existe a profunda convicção de que a pessoa acima do peso não vale nada… enquanto não estiver magra.

too-fat

(“gorda demais.”)

Quando eu emagrecer… eu poderei comer tudo que eu gosto.
Quando eu emagrecer … eu “pensarei magro” e serei feliz.
Quando eu emagrecer… eu poderei ficar bem nas roupas.
Quando eu emagrecer … tudo vai melhorar nos meus relacionamentos.
Quando eu emagrecer…eu ficarei bem.

justlook-b1-300x188

(“Você não pode. Olhe só para você!”)

Isso nunca funcionou.

As histórias de sucesso que eu conheço e testemunhei têm uma característica em comum. Todas as pessoas que conseguiram entenderam que:

“PRIMEIRO eu ficarei bem… E emagrecerei por consequência.”

A explicação para este fenômeno é simples: eu não cuido do que eu não gosto. E não cuido do que eu não respeito. Eu não cuido do que não me interessa.

Pessoas acima do peso que sentem vergonha da sua aparência, ou que não conhecem as faculdades do próprio corpo dificilmente se comprometerão com a prática de atividades físicas.

E dificilmente irão conseguir  transformar os hábitos alimentares se a reeducação alimentar é um “sacrifício” que não vêem a hora de acabar.

Fazer atividade física é legal não porque “queima calorias”. Mas porque você pode descobrir que seu corpo pode aprender coisas novas, e este processo pode ser prazeroso e contribuir para nosso amadurecimento.

Mudar a alimentação não é legal porque “emagrece”. Mas porque podemos conhecer texturas e sabores novos, adquirir autonomia e nos sentirmos responsáveis pelo nosso auto-cuidado. É entender que “EU cuido de mim”, e não esperar de fatores externos como médicos, nutricionistas, dietas, remédios, “shakes”

Você precisa emagrecer em decorrência de problemas de saúde?

Bom… não será fácil, mágico, nem rápido (você não irá eliminar em duas semanas o peso que ganhou ao longo de anos…).

Mas garanto que VALE A PENA vivenciar todo o processo, não apenas o resultado final. Afinal, nenhum espetáculo pode existir sem bastidores.

Você é um ser humano cheio de valor HOJE. Você é uma pessoa interessante, capaz e inteligente HOJE. E nada disso virá com o emagrecimento. Porque já é uma realidade!

Emagrecer é importante porque além de ser essa pessoa incrível e super legal que você já é, terá uma excelente qualidade de vida e não sofrerá com problemas de saúde.

Se goste. Se goste muito. O resto é consequência.

tumblr_m3vfn2y7ho1rrv85qo1_500

(“Espero que você se sinta lind@ hoje.”)

Se desprezar e se envergonhar não é uma boa estratégia para emagrecer. Presenteie-se com boa saúde porque você sabe que você merece. Você merece AGORA. E não apenas quando for uma “pessoa magra”.

Anúncios

5 ideias sobre “Preciso emagrecer…E agora?

  1. Letícia

    olha, muito obrigada pelo texto! Estou 20 quilos acima do peso e está sendo extremamente difícil perder, acho q porque tomo muitos remédios para depressão e ansiedade. O problema é q as pessoas me julgam muito, incluindo meu pai, achando q eu não tenho força de vontade para perder peso, me sinto um monstro por ir numa loja e não ter nenhuma roupa que sirva em mim… isso tudo influi na minha auto-estima e é muito chato :(. Ler seu texto me fez sentir melhor

  2. Rebeca Matos

    Acho muito interessante quando a gente começa a se transformar de dentro pra fora. É algo difícil pra qualquer ser humano, com tantas coisas ditadas e impostas em nossas mentes. A sensação de desintoxicação, como gosto de dizer, é muito boa. Você passa a se sentir livre, com ideias próprias. A partir daí, beleza, moda, paz, felicidade e eteceteras tornam-se coisas relativas e buscar apenas o que faz bem ao interior vira prioridade. Não tem sensação melhor do que fazer o que quer (claro, sem ferir a ninguém) sem culpa e sem medo do que os outros vão pensar das suas atitudes. Então a gente começa a se cuidar; é como uma consequência, o pensamento agora é fazer o melhor pra saúde, sem se importar se está dentro ou não daquilo que as pessoas esperam, mas superando os próprios desafios. Enfim… quero parabenizar pelo blog, que é muito bom!! Em meio a tantos outros que dizem como alguém deve ser ou se portar, este faz a diferença mostrando que podemos ser como quisermos e ainda assim nos sentirmos bem, sem precisar se submeter à ditadura do século XXI. Meus parabéns!! Deus te abençoe!

  3. Isabela Rissio

    Acho que é importante também esclarecer o que é PRECISAR emagrecer… Precisa emagrecer quem tem problemas de saúde relacionados à gordura, e não quem é plenamente saudável, mas está fora do padrão de beleza. Essas pessoas precisam é de amor próprio e de desconstrução do machismo! Minha singela opinião de “advogada” 😀

Os comentários estão desativados.