Lipoaspiração é diversão!

1601157_571145372960862_1733149473_n

“Barbara gosta de comer um monte de hambúrgueres e chocolates, e de repente percebeu que ela está feia. Ela não pode tolerar a situação por nem mais um segundo. E hoje um cirurgião plástico fará uma cirurgia em seu corpo e rosto, para que Barbara fique bonita novamente. Ela tem um pouco de medo, mas sabemos que você vai garantir que tudo corra normalmente.”

Este aplicativo para sistema Android foi retirado das lojas Google Play após uma chuva de protestos na internet.

A descrição do produto diz ser indicado para garotas de 9 anos em diante.

cirurgia

Existem referências a procedimentos estéticos no Antigo Egito, e até artefatos malucos do século XIX para aprimorar a aparência . Porém a cirurgia plástica como especialidade médica oficial surgiu em consequência da I Guerra Mundial, sendo que havia uma multidão de soldados que sobreviveram aos confrontos nas trincheiras, no entanto ficaram mutilados, deformados ou mesmo com estilhaços alojados no rosto e corpo. Por muito tempo a cirurgia de reconstrução foi considerada uma prática indicada em casos extremos como más formações, deformações e ferimentos.

As coisas modificaram ao longo do século XX, e nos últimos 10 anos ocorreu um aumento de 446% na incidência de cirurgias plásticas. Por motivações 100% estéticas. Por quê?

Porque nos dizem que devemos nos encaixar um padrão de beleza inalcançável por meios “naturais”, portanto entrar na faca é o único caminho possível. E nos dizem também que os riscos e a dor envolvidos no processo (sem falar no investimento) valem a pena. Pois um corpo “perfeito” é a porta de entrada para um mundo de felicidade e sucesso (isso não é verdade).

Nos ensinam que ACEITAR a própria aparência não é uma opção. Que devemos ser corrigidas, modificadas, “aprimoradas”.

scalpel

Por isso este aplicativo para celular é verdadeiramente assustador: o jogo normaliza, glamouriza e transforma um procedimento cirúrgico de risco numa “brincadeira”.

Anúncios