Eu gosto de “Jogos Vorazes”

Eu gosto de “Jogos Vorazes” (The Hunger Games).

jogos

Não porque é um bestseller. Não porque é repleto de aventura e romance. Não porque rende bons filmes.

Eu gosto de “Jogos Vorazes” porque a protagonista é crível.

Quero dizer: ela ri, chora, perde, ganha, erra, acerta, confia, desconfia, sente medo, sente raiva e sente até intuições indefiníveis.

Ou seja, ela é um personagem complexo.

Ela é uma mulher. Ela é uma heroína.

E a receita padrão de Hollywood (e dos quadrinhos e dos videogames…) para construir uma heroína normalmente resulta NISSO:

heroinas

heroinas1

(- Olá, eu sou uma super-heroína. Daria a vida pela minha causa, mas não sinto necessidade de proteger partes vulneráveis do meu corpo no combate.)

Heroínas são representadas assim para o agrado dos espectadores masculinos. Heterossexuais, claro.

Então na realidade, nada mais são do que objetos sexuais que dão tiros por aí. O que eu pessoalmente, acho ABSURDO. Quero dizer…Eu não tenho muita aptidão para lutar contra grandes vilões num rompante explosivo de ação. Mas se fosse necessário, eu dificilmente escolheria BOTAS DE SALTO ALTO. Que tipo de ideia é essa?

(Biquínis são práticos.)

Mas Viva! Um filme com uma personagem feminina. Que é valente, competente e leva multidões de pessoas ao cinemas… E que não é uma sex symbol.

Ketniss Everdeen carregou DOIS filmes sem ter sido objetificada uma única vez.

Isso sim é vencer Jogos Vorazes!!

Jennifer Lawrence stars as 'Katniss Everdeen' in THE HUNGER GAMES.

Anúncios