A PESTE

Durante a Idade Média (mais especificamente no século XIV), a Peste Bubônica, chamada “A Peste Negra” foi uma epidemia causada pela disseminação da bactéria Yersinia pestis, em decorrência da falta de higiene e da convivência com ratos-pretos e outros tipos de roedores.

A Peste Negra causou a morte de 75 milhões de pessoas na Europa, ou seja, um terço da população.

peste

De maneira semelhante, já no século XX, em 1918, a gripe espanhola causou a morte de cerca de 40 milhões de pessoas ao redor do mundo.

cold_comfort_01

(consequências da gripe espanhola, em 1918, na Europa)

Pois bem.

SÓ PORQUE a quase-totalidade da população europeia estava padecendo de Peste Negra na Idade Média, isso não significava que ter a doença era uma coisa normal. Só porque todo mundo tinha.

“Todo mundo faz”.
“Todo mundo pensa assim.”
“Todo mundo gosta.”
“Todo mundo vai.”
“Todo mundo quer.”

NÃO SÃO ARGUMENTOS para justificar um comportamento. Porque às vezes, a realidade é que:

TODO MUNDO ESTÁ DOENTE. Doente da cabeça. Doente da alma. Doente do coração.

Nada que se compare a epidemias mundiais como a peste negra, ou a gripe espanhola. Mas hoje existe uma PESTE mental altamente contagiosa, altamente disseminada, e altamente fora de controle: A obsessão pela aparência.

É um problema. Grave. De saúde MENTAL pública. Que traz consequências para a qualidade de vida, e compromete o nosso futuro. Simplesmente porque estamos esquecendo quais são as nossas REAIS potencialidades.

ESTE ARTIGO foi uma contribuição que recebi de uma leitora, e comprova a dimensão da obsessão pela estética:

“Ser magra traz mais felicidade às mulheres do que ter um amor.”

Se acreditar profundamente em uma MENTIRA, e viver em função dela, não é uma PESTE…… eu não sei o que é.

images

Anúncios