Existe Muita coisa melhor.

Recebi mais uma contribuição. Dessa vez é uma tirinha da humorista gráfica argentina, Maitena Burundarena.

Então, parece que Maitena possui uma visão muito específica do sentido da vida, e da verdadeira felicidade (e infelizmente, muitas outras mulheres, que não aceitam o próprio corpo e padecem deste sofrimento).

ser-magra-11

Maitena diz: “ser magra.” … Creio que é discutível.

Há alguma coisa melhor do que ser linda?

Sim. Melhor do que ser linda é ter capacidades, iniciativa, criatividade. Tratar os nossos semelhantes com acolhimento e respeito e presentear o mundo com MAIS do que um rostinho (ou um corpinho) bonito. Melhor do que ser linda é ter personalidade e metas nobres na vida. Melhor do que ser linda é conquistar pelo seu coração e pelo seu sorriso, e não por causa da sua aparência.

Há alguma coisa melhor do que ser jovem?

Há. Ter experiência, maturidade, histórias para contar e lições para ensinar. Melhor do que ser jovem é ter acreditado e desacreditado. Caído e depois levantado. Ter se orgulhado e se decepcionado. É ter filhos, netos, responsabilidades, legado. É estar pronta para mostrar o caminho e incentivar àqueles mais jovens do que nós. É aprender a arte do perdão, da esperança e da compreensão.

Há alguma coisa melhor do que ser elegante?

Sim. Melhor do que ser elegante, e apenas imitar conceitos que vêm de fora, é muito melhor ter autenticidade, coragem e um ideal no coração. É armar um “barraco” quando for preciso, mas sempre defender o que é certo e o que é coerente.

Há alguma coisa melhor do que ser bem sucedida?

Sim. É saber que você faz parte da minoria, mas nunca passou por cima de ninguém para ocupar o seu lugar. É poder confiar verdadeiramente nas pessoas ao seu redor. É ter tempo e disposição para pequenas surpresas da vida, como cachorrinhos e borboletas. É não ser a melhor. É ser a nº 2. Porém com dignidade.

Há alguma coisa mais fantástica do que ser famosa?

Sim. A privacidade e o anonimato. É a doçura de ter momentos só seus, e a tranquilidade de não ser “obrigada” a dar satisfações ao público por causa do seu corpo, da sua aparência, do seu cabelo, da sua roupa, dos lugares que você frequenta e de todas as escolhas que você faz. É ser comum, porém incomum. É ser você.

Há alguma coisa mais fantástica do que ser milionária?

Há. É descobrir o amor na pobreza. É aprender a partilhar, sacrificar. Amadurecer entendendo que na vida precisamos optar na luta pelo que nós queremos. É melhor ter pouco e dar valor, do que estar mergulhada em riqueza e perder o sentido da vida e o sabor das conquistas. É saber que você não possui mais dinheiro na mão do que um país pobre quase inteiro.

Há alguma coisa mais importante do que encontrar o homem da sua vida?

Sim. Encontrar a pessoa da sua vida. Aquela que está SEMPRE com você. Que te viu chorar, sorrir, sofrer, rir, perder e ganhar: Você.

Antes de se entregar num relacionamento com uma outra pessoa. Ame-se. Admire-se. Seja completa. CONTE com seu apoio. Aprenda a ser amiga de si mesma.

Há alguma coisa mais importante do que ser feliz?

Quando “ser feliz” significa ser magra, sexy, requisitada, famosa e “bem sucedida”, consumir roupas da moda e ser admirada pelos outros por causa da sua aparência… Há SIM: Descobrir o verdadeiro significado de felicidade. Descobrir o verdadeiro significado de saúde.

Há alguma coisa mais importante do que ser magra?

SIM. DEFINITIVAMENTE.

(Quanto à celulite, já falamos sobre isso.)

Anúncios