Photoshopando.

PS retouch

Mais uma comprovação de como as imagens alteradas no computador enganam nossos olhos.

Há uma citação famosa da super-modelo Cindy Crawford:

“- I wish I looked like Cindy Crawford.” (“eu gostaria de ser como a Cindy Crawford.)”

cindy-crawford9

Na época que Cindy estava no auge da carreira, não existiam tantos recursos de modificação de imagem como hoje.

Mas as imagens com as quais NÓS, humanas e orgânicas (nosso cabelo arrepia, nossa pele tem manchas, nosso corpo tem pelos, nossos olhos incham…) nos deparamos a todo momento faz com que nos sintamos inadequadas pelo seguinte motivo:

– Estamos comparando os nossos BASTIDORES com o ESPETÁCULO dos outros!

As imagens que são oferecidas aos nossos olhos centenas (sim, centenas!) de vezes por dia envolvem:

– Iluminação;
– Maquiagem;
– Cabelereiros;
– Retoques no computador;
– Assistentes e mais mil recursos técnicos.


A covardia está no fato de que nosso subconsciente não entende isso. Assimilamos a imagem como se fosse real num primeiro bater de olhos. E estas imagens alteradas são tão repetidas que se tornam normais (normal = aquilo que compõe a norma)

Acontece que o “glamour processado” NÃO É normal. É apenas amplamente reproduzido.

Nós vemos milhares e milhares de imagens de mulheres de uma constituição física que corresponde a 1 a 3% da população mundial, maquiadas, iluminadas e tratadas com 10 camadas de Photoshop (portanto isso é a EXCEÇÃO, e não o PADRÃO!!!).

Estão enganando nossos olhos. Para que nos sintamos mal por causa da nossa aparência.

É um sistema perverso. E é importante que estejamos lúcidas para identificar o verdadeiro propósito dessa dinâmica: fazer com que você se odeie. Fazer com que você esqueça que o valor de um ser humano não está na aparência. Para consumir produtos.

Imagem (do latim: imago) significa a representação visual de um objeto.

REPRESENTAÇÃO VISUAL de um objeto não é o objeto. Imagem é ilusão.

Anúncios