Nossas crianças.

achilles-tendonEste é o tendão de aquiles. Uma estrutura muito importante no nosso corpo para nos sustentarmos e caminharmos.  É a porção terminal da musculatura do gastrocnêmio com o sóleo, formando o tendão mais forte do corpo humano.

Pois por quê eu estou falando sobre anatomia em um blog sobre imagem corporal? Porque os malefícios causados pelo abuso do ideal estético não causa problemas apenas mentais/emocionais/psicológicos… Há comportamentos que podem afetar o nosso corpo, e causar danos.

Há um motivo para que salto alto NÃO seja coisa de criança. As crianças ainda não completaram seu desenvolvimento físico. Por isso é importante que elas mantenham os pés no chão: o uso de calçados de salto em crianças pode ocasionar muitos problemas ortopédicos, como encurtamento do tendão de aquiles, o que favorece o desenvolvimento de fascite plantar, fraqueza nos tornozelos e diversos outras lesões que são decorrentes. Tudo isso por algo que não tem significado positivo nenhum, pois crianças pequenas devem brincar e explorar o ambiente, e não imitar adultos.

meninas-adultas

Nossas crianças perdem se forem envolvidas na Paranoia da Estética: perdem a espontaneidade, perdem a saúde mental e física, perdem em desenvolvimento emocional, e quando se tornarem adultas, não saberão lidar com as frustrações e nem terão senso da própria identidade, uma vez que viveram para os outros desde pequenas.

CRIANÇA NÃO É:

– Boneca.
– Réplica da mãe.
– Mini-adulto.
– Uma figura humana sexualizada.

Para tudo existe um momento. Para tudo existe uma idade. Para adultas, coisas de adulta. Para crianças, coisas de criança.
Pular etapas do desenvolvimento é uma crueldade que está sendo cometida com nossas meninas!

images

Os ensaios da Super-modelo-mirim Thylane Blondeau, de 10 anos, nos faz pensar na exposição e na sexualização infantil.

Qual é o objetivo de imagens, roupas e produtos que tornam um corpo infantil sexualmente desejável?? Claramente perdeu-se o limite entre o aceitável e o inapropriado.

supermodelo

Anúncios

Uma ideia sobre “Nossas crianças.

  1. Luise

    Quando dava aula de inglês para uma turma de crianças de 7 anos de idade, tinha uma aluninha que ia maquiada, de minissaia e bota de cano alto com saltinho. Nas atividades feitas no pátio, em que as crianças tinham que correr (naturalmente, feito CRIANÇAS que são), ela não participava pois não queria tirar o salto de jeito nenhum.

    Essa mesma menina levava um tupperware com PEPINOS como lanche (no intervalo de uma aula de 3 horas de duração), pois ela “não podia engordar”. Além da falta de socialização devido ao isolamento voluntário (que a menina fazia por causa da roupa, ou seja, por um motivo puramente estético), a alimentação dela está errada por a mãe ter medo que ela engorde (lembro novamente que ela tinha apenas SETE anos de idade).

    Quão doente é isso? O que a mãe dessa criança tem na cabeça? Pergunta pior: o que será dessa mini-coquette no futuro? Que valores estão sendo embutidos, desde pequena, em sua cabeça? Essa futura mulher tem alguma salvação? Triste, mas acho que não. E esse é apenas um exemplo… Imagina o que mais não tem por aí – haja vista essa mini-anã-bizarra-projeto de super model nas fotos do post! Vítimas inocentes dos próprios pais.

Os comentários estão desativados.