“De Mulher para Mulher”

A ideia de que o valor das mulheres reside na sua aparência foi tão introjetada em nossas mentes que agora a opressão acontece…”de mulher para mulher

A auto-objetificação das mulheres (ou seja, considerar-se um objeto a ser observado pelo público) caminhou tão longe que comportamentos nocivos como jejuns e restrições alimentares são enaltecidos para justificar uma grande “conquista” como… vestir um biquíni.
E somos NÓS que estamos incentivando umas às outras a comportar-nos desse jeito. É isso mesmo. Sem machismo, sem patriarcalismo, sem homens envolvidos: mulheres torturando outras mulheres.

É o caso da campanha publicitária das Lojas Marisa, supostamente elaborada para valorizar a mulher, narra o sacrifício de uma garota que passou um ano à base de chuchus e alfaces para que pudesse, finalmente, viver a GLÓRIA: vestir um biquíni da loja de departamentos, e desfilar diante dos homens, como um bom enfeitinho faz.

Triste pensar que “passar bem o verão” EXCLUA o sol, o mar, os passeios, as brincadeiras, a piscina, os frutos do mar, os picolés, os fins de tarde, o encontro com os amigos, o descanso… E inclua, única e somente…Um biquíni.

Não recomendo, mas o link para o vídeo da Campanha pode ser encontrado AQUI

 

Anúncios