A mulher que não existe.

Celebrar a beleza é uma característica humana que existe há séculos. As mulheres gostam de se enfeitar, e isso é muito natural. Também é notório que ao longo da história várias mulheres foram admiradas por sua beleza.

O problema nasce quando as mulheres mais belas que são apresentadas aos nossos olhos… Não existem.

O dicionário online de português define a palavra “ideal” como:

adj. Que só existe na imaginação; fantástico, quimérico: mundo ideal.
Que possui a suprema perfeição; perfeito: beleza ideal.

Vale a pena assistir o filme curta-metragem experimental de Helena Rossini, “Ideal Women”

http://vimeo.com/8258013

Afinal, a beleza existe, ou está nos olhos de quem vê? Vale a pena se esforçar para se adequar a um discurso que vem de fora? Vale a pena acreditar que devemos ser alguém que não somos?

Anúncios