Fazer exercício é uma tortura para você?

O texto de hoje é da Thaiana Vaz Cutini, psicóloga parceira do NSE e autora do Blog “Mulheres que se Transformam

e5862-headerblog22bajustado

Precisamos fazer exercícios físicos.

Sim, escutamos isso toda hora, o tempo inteiro, dos nossos médicos, colegas e até de completos estranhos e estamos mais que cansadas de saber disso.

É pela saúde, eles dizem. E nós pensamos “sim, é pela minha saúde”.

Na maioria das vezes no entanto, não é pela saúde, é pela estética. E tudo bem se for assim.

Mas e quando fazer exercício é uma tortura tão grande que você prefere ser sedentária?

12592595_1090890350950677_8059539108879068701_n

(Castigo…)

A maioria de nós mulheres sofremos pressão pra estar magras o tempo inteiro, desde a mais nova idade. Com isso são muitas as indas e vindas a academia. Nós tentamos com muito esforço nos enquadrar na imagem de saúde que nos é vendida.

(Observe essa imagem. Isso se relaciona com saúde? Mesmo?)

Para algumas, a rotina é muito prazerosa. Para muitos, academia é sinônimo de sofrimento eterno. Então tentamos outras opções, mas já é tarde. A ideia de fazer exercício físico já se associou a algo penoso e sem muito propósito.

Se esse é o seu caso, não tema, há alternativas!

É importante primeiro removermos essa associação negativa.

Se você acha que exercício é só ir para a academia, está muito enganada! Mude esse pensamento e tente pensar que exercício=movimento.

Sendo assim, quando você resolve faxinar a casa, passear com o cachorro, brincar com o gato, dar uma volta no quarteirão ou na praia, ir no parque, andar de patinsisso tudo já é exercício!

É melhor passear com o cachorro e aproveitar pra dar uma caminhada 15 minutos por dia do que nada!

O segundo passo é começar pequeno. O nosso cérebro demora a processar as mudanças na rotina e elas precisam ser repetidas várias vezes de maneira consistente para serem definitivas. Ou seja, precisamos de consistência e repetição.

Isso quer dizer que vou ter que repetir a mesma coisa todo dia? Não!

O que tem que ser repetido é o ato de se movimentar e exercer tarefas que exijam do seu corpo, observando sempre o seu limite é claro.

(Lembrando que é fundamental consultar seu médico antes de começar uma atividade física!)

Outro fator que é crucial para conseguirmos de fato uma rotina de exercícios é o quão agradável é aquela tarefa.

Sabe quando você tem um hobby e isso é muito divertido? Você vê a hora passar?

Provavelmente não, estou certa?

A ideia é transpor isso pra algo que você sente ser uma obrigação e um peso.

Você gosta de yoga? Não? Já tentou?

Existem diversas modalidades para todos os gostos. O importante é você sair da zona do conforto e tentar algo novo.

Exercícios ao ar livre ou esportes para quem gosta de atividades mais sociais, como escolinha de voley, futebol. Pra quem gosta de água e quer fugir do calor existe sempre a natação…. Enfim, opções não faltam.

Procure se informar pois muitas prefeituras oferecem gratuitamente escolinhas de esportes ou natação, além de yoga. Além disso existem grupos que se organizam pra ir jogar e dar apoio uns aos outros nessa empreitada saúde! De quebra você ainda conhece gente nova e pode fazer amigos. E ai, isso tudo soa interessante?

Que tal tentar essa semana? Estabeleça como meta se movimentar e testar uma dessas possibilidades essa semana ainda!

Uma boa semana ;D

(Thaiana Vaz)