Domingo de Páscoa!

Amanhã teremos o Domingo de Páscoa.

Pois bem, do que se trata?

A palavra “Páscoa” vem do hebraico, Pessach, é uma instituição perpétua da civilização Judaico-Cristã. E é um evento antropologicamente, historicamente e culturalmente interessante, mesmo se não formos pessoas religiosas.

Na Páscoa dos Judeus, comemora-se a saída do povo hebreu do Egito, pela ocasião da PASSAGEM (Pessach) da décima praga que puniu os primogênitos. Este evento é narrado no Livro do Êxodo.

Os judeus comiam pão ázimo (não fermentado) na Páscoa para lembrar o período que passaram peregrinando no deserto, comendo do maná.

A Festa da Páscoa ganhou um novo significado para os Cristãos em decorrência dos eventos da Paixão e Morte de Cristo.

ceia

(Esta é uma reprodução da obra “A Última Ceia” feita com a ajuda dos meus colegas do Curso de Nutrição da UFPR)

E o coelho?? E o ovo??

O coelho representa fertilidade e o ovo representa nova vida e são símbolos que foram incorporados da Tradição Pagã. Por que o ovo atualmente é de chocolate?? Honestamente, não sei! Se alguém souber, explica pra gente. ;)

Enfim… por que falo disso? Porque eu acho realmente um fato triste que a Festa da Páscoa que significa libertação, vida nova, esperança, tenha sido transformada no DIA DO COELHO pela perversidade mercadológica e o interesse comercial.

bunnyjesus1

(“Mamãe, papai… Jesus era um coelho??”)

Quanto ao chocolate, eu ADORO chocolate ^^’

Todo mundo gosta de chocolate! … Bom, eu acho que todo mundo gosta de chocolate.

all-you-need-candy-chocolate-cute-love-Favim.com-206345_large

Mas eu fico pensando nos comentários que eu ouço no período que antecede a Páscoa (“eu vou me acabar, na outra semana eu compenso”, “nossa eu vou comer como se não houvesse amanhã”, “depois eu continuo a dieta“)

E bem, na perspectiva da Nutrição, talvez transformar o domingo de Páscoa numa louca orgia alimentar não seja saudável.

Durante a semana eu vi duas propagandas de supermercados oferecendo: carne, cerveja e chocolate. Conclusão? Churrascão de Páscoa!!

É legal, não é proibido, todo mundo gosta de comemorar!

Mas: costela, cerveja e 1Kg de chocolate talvez seja uma combinação infeliz para nosso sistema digestivo.

Adultos e crianças que comem chocolate como se não houvesse amanhã podem ficar ruinzinhos ao longo da semana.

Uma dica para o Domingo de Páscoa? Moderação!

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,

“Barriga Negativa”: Falando sério.

Fiz dois textinhos sobre a expressão “barriga negativa” porque eu não conhecia o fenômeno, e foi umas das coisas sem sentido que já escutei, portanto brinquei um pouco com a nomenclatura.

Mas agora vamos falar sério:

Por que seria desejável ou importante adorarmos um fragmento de corpo num formato específico?

1) Isso é despersonalizante. Barrigas por si só não têm relação com a pessoa COMPLETA da qual fazem parte, e o nosso valor pessoal não deve se restringir a determinadas particularidades físicas. Por que não? Porque não faz sentido!

2) Isso é perigoso. A desejada e propagada “barriga negativa” corresponde a níveis de gordura corporal anti-anatômicos e anti-fisiológicos. E emagrecer demais é perigoso. Ficar dependente da própria imagem é perigoso. Adorar a magreza é perigoso.

barriganegativapositiva(Constituição corporal NÃO É uma questão de “preferência”. Depende de: genética, alimentação, fisiologia, hormônios, hábitos de vida…)

Descubra mais sobre os perigos da magreza glamourizada aqui.

 

…Agora, vamos falar um pouco de Filosofia:

O Maniqueísmo é uma filosofia dualista pregada por Maniqueu na Pérsia, no Séc. III D.C.

A principal característica do Maniqueísmo é a concepção de um mundo composto pelo BEM (espírito) e pelo MAL (matéria).

A doutrina Maniqueísta afirma que a salvação depende das práticas de devoção espiritual. E que a alma deve ser salva da perversidade e do pecado representados pela matéria.

O espírito humano que houvesse superado a matéria seria digno do paraíso e o que continuasse ligado a ela pelos pecados da carne enfrentaria a condenação.

- Mas Blogueira, você tá maluca? Por que você está falando de uma doutrina Persa do século III?

Pois então.

E SE trocarmos “espírito” por “magreza” e “matéria” por “gordura”? Que tipo de filosofia teremos?

Teríamos um mundo composto pelo BEM (magreza) e pelo MAL (gordura).

A nossa salvação dependeria das práticas de devoção à magreza. O caminho para a salvação seria emagrecer e nos manter magros. A nossa magreza deveria ser preservada da perversidade e do pecado representados pela gordura.

O humano que superasse a gordura corporal seria digno do paraíso, e o que continuasse ligado a ela pelos pecados da COMIDA enfrentaria a condenação.

Olha!! Eu já vi isso acontecendo hein.

alma

 

 

alma2

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,

DA POLARIDADE BARRIGAL – PARTE II

Os tipos de carga barrigal química foram definidos após inúmeros estudos realizados a fim de identificar os fenômenos da eletricidade abdominal.

As barrigas eletricamente carregadas têm um padrão de comportamento que foi elucidado após inúmeras pesquisas, experimentos e observações.

 

2) O BARRIGUISMO QUÍMICO

Dentro do barriguismo químico, entende-se que existem três tipo de barrigas: barriga eletrônica (-), barriga protônica (+) e barriga neutrônica (Ø)

 

Observe o quadro de distribuição das distintas espécies barrigais químicas.

eletronica

 

 

 

 

 

 

 

 

(Quadro 2.1 – Distribuição espacial das diferentes espécies barrigais elétricas)

De acordo com a figura acima, pode-se constatar que os elementos humanos eletrônicos (-), ou seja, de barriga negativa, optam por orbitar em torno dos protônicos (+) e neutrônicos (Ø). Eles preferem não manter contato pois se sentem repelidos pela positividade ou neutralidade dos outros seres humanos.

Eletrônicos (-) podem ser encontrados em academias de musculação, no Facebook e no Instagram. Podem ser identificados por suas mensagens gordofóbicas de adoração ao corpo e por fotos de suplementos alimentares acompanhadas de “hashtags”.

vergonhacara

(Figura 2.1 – Exemplo de mensagem eletrônica (-), ou seja, negativa)

 

(Os protônicos (+) gostam de estar juntos e não se repelem. Também sentem  orgulho de suas barrigas positivas e de suas abundâncias alimentares. São espécies químicas profundamente discriminadas pelos eletrônicos.

Os seres humanos neutrônicos (Ø) também foram estudados por inúmeros cientistas, que observaram que estes indivíduos não geram nenhum tipo de carga elétrica (nem positiva, nem negativa), isso independente de estarem na presença de protônicos (+), eletrônicos (-) ou mesmo entre outros neutrônicos (Ø)

Eles, os neutrônicos (Ø), não produzem nenhum tipo de força barrigal e preferem se abster de disputas de polaridade.
O estudo das teorias científicas da polaridade das barrigas continuará, permeando diversas áreas do conhecimento.

Discuta os conceitos com seu professor em sala de aula e siga para a leitura do Capítulo 3.

Etiquetado , , , , , , , , , , ,

AVON, NÃO!!!!!

Por motivo de força maior eu interrompo minha série de Posts sobre a polaridade das barrigas.

O novo comercial do rímel da Avon:

 

 

Gente do Brasil:

Isso é sério.

Esse comercial da Avon NÃO ESTÁ transmitindo uma mensagem positiva.

O discurso da moça antes de passar o rímel é uma AULA de transtorno alimentar, autodesprezo e distorção da imagem corporal.

1) NINGUÉM engorda de um dia para o outro por causa de um brigadeiro.

2) Comer UM BRIGADEIRO não é cometer “um erro”.

3) Ser tão EXIGENTE consigo mesma não é nada, nada saudável.

4) Parar na frente do espelho e desfiar um rosário de autocrítica não faz bem para a autoestima.

5) Um produto da Avon (ou sei lá de qual marca) não vai te fazer mais bonita.

6) Sua autoestima não deve depender de fatores externos e NEM de estar “sempre arrumada”.

7) “Homem gosta de ter onde pegar” não é argumento para aceitação corporal.

8) Temos que nos cuidar para termos uma boa saúde e NÃO “para sermos bonitas”

9) Associar a alimentação com “erros” e “acertos” não nem nada, NADA a ver com uma alimentação saudável.

10) Essa campanha promove FALSO empoderamento feminino. A sua vida não depende do espelho.

Isso é sério. Esse vídeo não é legal. :(

Etiquetado , , , , , , , , , , , , ,

Da polaridade barrigal – Parte I

O estudo das diferenças de polaridade dos abdomens humanos, popularmente batizados de “barrigas”, termo que será adotado ao longo deste livro-texto, é importante pois a positividade e a negatividade barrigais permeiam diversas áreas do conhecimento. Há considerações matemáticas, químicas, físicas, filosóficas e espirituais em torno do assunto, que é vastamente estudado por personalidades do saber científico.

O presente material é uma introdução ao estudo do Barriguismo Científico, considerando seus graus de polaridade. De acordo com Fitness (Blogueira, 2014), as barrigas humanas podem ser positivas ou negativas, sendo que cada tipo de barriga se encontra sujeita a uma série de Leis Universais e princípios.

 

1) O BARRIGUISMO MATEMÁTICO.

Na dinâmica matemática das barrigas, positividade e negatividade podem interligar-se e mesmo transformar-se por meio de um processo chamado fusão barrigal numérica.

As transformações barrigais estão sujeitas a uma regra de sinais, que se comporta de acordo com a carga das barrigas que se encontram em um evento barrigal matemático.

 

sinais

 

 

 

 

 

 

 

 

(Quadro 1.1 – Regra de sinais para a fusão barrigal numérica.)

 

De acordo com o quadro acima, entende-se que:

1) duas barrigas positivas mantêm-se positivas.

Sabe-se que seres humanos portadores de barriga positivas não têm tendência de procurar ou buscar uma carga barrigal negativa, sendo que quando se juntam, conservam um estilo de vida que preserva as suas barrigas no estado positivo.

2) duas barrigas negativas tornam-se positivas.

Dois seres humanos barriguisticamente negativos se encontram mas não toleram a restrição alimentar e a rotina fastidiosa de manter o negativismo, portanto fazem a acertada escolha de transformar suas vidas e suas barrigas para a carga positiva.

Há exceções para esta regra, sendo que existem pessoas com um elemento barrigal negativo fortemente pronunciado, juntamente com suas convicções sobre o significado de beleza.

3) uma barriga positiva que funde com uma negativa mantém-se negativa.

4) uma barriga negativa que funde com uma positiva mantém se negativa.

Os dois fenômenos podem ser explicados pelo forte poder de influência dos seres humanos barriguisticamente negativos sobre os demais elementos de barriguidade positiva. As barrigas negativamente polarizadas utilizam ferramentas como Instagram, Twitter, Facebook e Blogs para insistirem veementemente na troca de carga por parte dos positivos.

 

 

O estudo das teorias científicas da polaridade das barrigas continuará, permeando diversas áreas do conhecimento.

Discuta os conceitos com seu professor em sala de aula e siga para a leitura do Capítulo 2.

Etiquetado , , , , , , , , , , ,

Por trocas justas!!… Ou o dia em que eu perdi a paciência

A internet é um espaço democrático onde todos divulgam seus eventos cotidianos, preferências e interesses. Ok. É assim mesmo. Existem diferentes estilos de vida. Certo.

Como não podemos deixar de notar, as redes sociais estão sofrendo um dilúvio de “hashtags” relacionadas à musculação, boa forma, dieta, treino, “corpo perfeito”, No Pain No Gain, “Shape Top”, fitness, corpão  etc etc  etc etc etc.

Eu já vi. Vejo diariamente. O procedimento padrão: fechar o post/ignorar.

Mas hoje, me aparece isso circulando no Instagram:

troca justa

 

Uma pessoa propunha “Um mundo com trocas mais justas”.

hashtagbunda

Juro que não ia falar nada. Mas digamos que hoje foi o dia em que eu perdi a paciência.

Sendo esse o caso, vou dizer MESMO:

AH, pessoas! Pelamordedeus!

Existe verdadeiramente gente vivendo de BUNDA, se preocupando com BUNDA, desejando BUNDA e relacionando conceitos como justiça/injustiça com BUNDA?

(Sabrina querida: eu não estou criticando a sua bunda, não tenho “recalque” da sua aparência e não vou entrar no mérito da sua beleza de nenhuma maneira. A questão aqui NÃO É ESSA.)

Mas eu não quero a sua bunda (que bizarro!).

Eu tenho a minha, obrigada. Ela contém a minha articulação do quadril, que eu uso para várias atividades cotidianas e para locomoção…E eu também posso sentar nela. Ela funciona direitinho. Ela é legal. Não quero outra. Não preciso de outra.

Em relação à questão “Justiça para Todos por meio de trocas glúteas”… TENHAM SANTA PACIÊNCIA!!!

Esta é uma definição de “justiça” de acordo como dicionário Aulete:

“Funcionamento harmonioso de uma sociedade, com direitos e deveres iguais para todos os cidadãos; EQUIDADE.”

Posso estar louca, mas eu desconfio que não teremos um funcionamento harmonioso da sociedade trocando belas bundas.

Posso estar enganada, mas eu acho que existem coisas mais importantes.

themis

 

Por isso agora é a minha vez e eu proponho: #TrocaJustadeVerdade 

Etiquetado , , , , , , , , ,

Cirurgias & Dragões

Hoje eu assisti uma reportagem na TV Cultura sobre o aumento vertiginoso dos procedimentos cirúrgicos por motivações estéticas (lembremos que “cirurgia plástica” é também importante na reconstrução e reparos em casos de câncer, ferimentos, acidentes, violência urbana…)

Sou brasileira e eu já estou sabendo que estamos na PÁTRIA DA ESTÉTICA. Na verdade, não me surpreendeu o aumento da procura, mas sim a declaração de uma mulher que fez lipoaspiração, prótese de silicone e não sei mais o que (ela fez várias intervenções):

- Eu comecei a buscar a cirurgia plástica porque eu acho importante envelhecer mantendo a mesma aparência.

344594-cats-weirded-out-cat

(mas como isso?)

Moça, isso aí não vai funcionar. Pessoas mudam.

Eu acho preocupante observar um discurso midiático que:

1) Banaliza procedimentos cirúrgicos.

2) Transmite a ideia que a “aparência dos sonhos” é atingível. Quando nós compramos ou nos esforçamos o bastante para tê-la. Ou os dois.

Precisamos saber que CIRURGIA PLÁSTICA continua sendo uma cirurgia. Sabe? Com anestesia, cortes, modificações na anatomia, sutura, pós operatório dolorido e até risco de morte. Não é “uma mexidinha”, como falam os artistas na TV.

Clique aqui e relembre casos de morte após cirurgias estéticas.

Cirurgia não é brincadeira. Nunca foi.

Com relação à questão de “envelhecer mantendo a mesma aparência”, sinto informar mas isso não vai acontecer. Organismos envelhecem e mudam. É um processo que não podemos reverter nem controlar. E essa é uma das maiores frustrações do bicho homem (Fonte da Juventude, alô!)

Eu lembrei dessa foto que anda circulando nas redes sociais, que mostra um casal que realizou uma “façanha” aparentemente em extinção no mundo contemporâneo: envelheceram juntos.

10009784_699295880093738_748597253_n

(Que bacana!)

Me faz pensar se ainda é possível que pessoas gostem umas das outras sem depender de status, dinheiro boa aparência. Se ainda existe fidelidade, admiração mútua, companheirismo. Mais que interesses, mas: compreensão e amizade. O que aconteceu com a nossa humanidade?

Meu pai estava assistindo TV junto comigo naquela hora e sobre a reportagem, apenas comentou:

-”Filha, você é Quixotesca.”

É. Talvez eu seja uma cavaleira andante meio pirada e sozinha, que delira com um mundo onde as pessoas genuinamente se aceitam e não existe a obrigação de sermos perfeitos.

193080_1180812449_large

 

Pois assim seja, continuo combatendo meus dragões.

Etiquetado , , , , , , , , , ,

E por falar em mentira…

Hoje é dia 1º de Abril, o famoso “Dia da Mentira”!

Ninguém me enganou, que bom e que sorte a minha porque quem me conhece sabe que eu sou uma pessoa bastante avoadinha.

0a31bbebfa071c2706d8142ae2d1d010

(“Oi, sapo!”)

Justamente porque hoje é o dia da mentira, eu queria falar sobre umas das maiores mentiras (se não for a maior) que nos contaram: Que ser sexy é a coisa mais importante, mais urgente e mais crucial na vida de uma mulher.

why-the-lingerie-industry-cant-compete-with-victorias-secret

(Alô! CHEGUEI! Sou Sexy!!!)

Eu não quero fazer um “manifesto anti-beleza” nem negar nossos encantos. Mas será que para sermos interessantes, precisamos: atuar, treinar técnicas, deixar de lado a nossa autenticidade e criar estratégias?

Sinceramente, se decidirmos seguir as “orientações” sobre como “ser sexy” e “fisgar aquele lindo”, vamos certamente chamar a atenção, mas por causa do nosso comportamento bizarro:

26 lições para ser Sexy – Clique Aqui!

Eu li todas as “dicas” e fico especialmente preocupada porque estão tentando nos ensinar como sermos pessoas: interesseiras, manipuladoras e mentirosas. Solicitar a ajuda de um homem para algo que você sabe fazer sozinha, mentir que a tatuagem dele é “incrível” só para falar com ele (que coisa mais feia!), fazer gestos corporais falsos, porém fingindo que são espontâneos (?)

Se nos transformarmos numa mulher calculista e interesseira, poderemos realmente reclamar quando os homens nos tratam com igual interesse e calculismo?

Não ficaríamos tristes se um homem fingisse se interessar por algo que a gente gosta, mas na verdade apenas querendo puxar assunto e tentando “tirar uma casquinha”?

122158_max

(“Ah é mesmo, mina?”)

Bueno, que não façamos ao outro o que não gostamos que façam conosco. Eu não gosto. Eu acho que a honestidade deve ser uma qualidade humana fundamental.

Se somos SERES HUMANOS, deveríamos: agir com autenticidade, valorizar as qualidades do outro, respeitar o espaço alheio, e principalmente, não tentar manipular as pessoas.

Nos repetem tantas vezes e com tanta veemência que o que nos proporciona valor pessoal é ser atraente para os homens, que esquecemos que também temos outros atributos.

Podemos ser sexys (pessoalmente acho essa palavra meio boba, não me importo muito com isso…), mas também somos: generosas, honestas, inteligentes, divertidas, engraçadas, otimistas, criativas, esforçadas.

Será que vale a pena abrir mão da nossa nobreza pessoal para sermos “sedutoras” e “sexys”?

Será que interpretar alguém que não somos vai trazer consequências positivas para nossa vida social? Ou apenas falsidade que gera falsidade & relacionamentos vazios?

Não procure dicas de “como ser interessante”. VOCÊ JÁ É INTERESSANTE. Não procure reproduzir qualidades que não são suas: seja você! Eu tenho certeza que você é uma pessoa muito legal, mesmo quando não finge ser uma tigresa sensual.

94577_20130420_082411_tumblr_mh68ucuTin1rbk0joo1_500

Não tenha medo! Apenas seja você :)

 

Etiquetado , , , , , , , , ,

Precisa de Motivação?

Eis a imagem:

(QUÊ??!!)

Cara leitora: por favor nunca faça isso. É desajustado. É humilhante. É desumano. Pessoas que comem nuas em frente a espelhos podem acabar num hospício.

E num hospício nós já estamos, infelizmente. Num grande hospício do emagrecimento sem critério e sem motivo, da gordofobia e dos conselhos vazios de “blogueiras fitness”.

ISSO não é motivação. Isso na verdade é: transtorno alimentar e distorção da imagem corporal. E esse discurso não é nada saudável.

Nutricionistas têm ferramentas para avaliar o estado nutricional das pessoas e o espelho não é uma delas.

O ESPELHO não indica saúde. Porque não mostra a quantidade de colesterol circulante. Nem a capacidade funcional do indivíduo. Nem a quantidade de tecido adiposo e muscular presentes no corpo.

O espelho não diz nada sobre os hábitos de vida de uma pessoa. O que existe no espelho é uma imagem e imagens são REPRESENTAÇÕES. Imagens são reproduções. Não são humanas. São incorpóreas e não são reais.

 

Barbie-Scale-Weight-Loss

Por que nos pautamos em “ideais de sucesso” tão torpes?

Por que há gente querendo emagrecer sem motivo, mesmo quando se encontram numa faixa de peso saudável?

Por que achamos que diminuir nosso corpo fará nossa vida “perfeita” de alguma maneira?!

Isso não acontece.

Não é verdade. É uma ilusão… e uma ilusão perigosa.

 

Quer motivação para emagrecer?

Saiba que você ficará livre do risco de desenvolver diabetes… e dessa forma poderá consumir carboidratos (frutas, pães, massas, açúcares e doces) e seu corpo terá a capacidade de metabolizá-los por conta própria, sem a necessidade de medicamentos.

Saiba que você melhorará MUITO a sua capacidade respiratória…poderá subir lances de escada sem ficar cansada, e poderá participar de atividades de lazer que estimulem o sistema cardiovascular. E tudo isso faz muito bem para a saúde!

Saiba que você terá menor chance de desenvolver problemas ortopédicos como lesões e dores articulares… Viverá com maior conforto físico, sem dificuldades de locomoção ou dores!

Saiba que seu sistema circulatório funcionará melhor…assim os problemas relacionados com hipertensão e varizes diminuirão.

Saiba que seu sistema imunológico vai melhorar junto com a melhora do seu padrão alimentar… Por isso, você vai ficar doente com menos frequência e não perderá compromissos e outras ocasiões importantes. Ter saúde é sempre melhor para trabalhar, estudar e ter momentos de lazer.

São inúmeros benefícios. De modo geral, você terá uma maior expectativa de vida. Isso significa mais tempo para estar com as pessoas que você ama e fazer atividades que gosta! Significa novos caminhos e conquistas! Significa uma vida plena e digna!

Nada de comer pelada e outras bobagens que não acrescentam nada para a vida de ninguém.

E outra: você NÃO PRECISA ser “magra, muito magra, estupidamente magra, o mais magra possível”. Não existe lógica nisso. Não é saúde. Não tem nada a ver com saúde. Isso é obsessão e transtorno. E fico triste por saber que a internet está contaminada por tantas mensagens errôneas sobre o significado de “saúde” (ou mesmo de “bem estar”).

BELEZA não é a mesma coisa que MAGREZA que não é a mesma coisa que VIRTUDE que não é a mesma coisa que SAÚDE.

Não é.

Isso é modismo bobo. E fim.

Etiquetado , , , , , , ,

Testemunhas da Folhinha

Ontem eu me senti tentada a fazer uma coisa muito desonesta. Foi um conflito mental que durou um segundo.

Eu estava saindo de um estabelecimento, então eu vi uma pilha de convites para conhecer o famigerado “Cantinho da Vida Saudável.”

Eu queria: pegar todos os papéis e socar na minha bolsa. E depois fazer um chapéu de papel machê com eles. Ou alguma outra coisa legal. Mas ok, isso é feio e eu não fiz. Lá se encontram os papeizinhos.

 

4047rose_leaves

Vou explicar porque eu não gosto da Folhinha. Porque eu não aceito papéis da Folhinha. E porque eu nunca “pergunto como” poderei “conquistar minha independência financeira” através da Folhinha.

Eu não vou apresentar argumentos matemáticos sobre prejuízo financeiro, nem explicar como funciona o “esquema em pirâmide”.

E eu também não vou discutir sobre a qualidade/eficácia dos produtos.

Eu senti vontade de boicotar o anúncio da Folhinha, pois uma pessoa desavisada poderá não saber a profundeza da encrenca em que está se metendo.

Eu não gosto de extremismos. Eu não gosto de organizações com ou sem fins lucrativos que alegam ser a fonte absoluta para A VERDADE, A FELICIDADE, A PLENITUDE, A SALVAÇÃO.

Desconfio quando me insistem sobre a perfeição da Folhinha da mesma maneira que alguns grupos mais fundamentalistas me insistem para aceitar Jesus

(não me entenda mal: Jesus é bem legal e eu gosto Dele ^^…mas o meu trato é com Ele e eu sou bastante bem resolvida com a minha religião)

Se eu me interessasse pelo assunto, eu iria até o local indicado, conheceria montes de pessoas sorridentes e aparentemente bem intencionadas, que atacariam a minha alma vulnerável com interesse e amor infinitos, até que eu sentisse que eu, sim, gostaria de fazer parte daquela maravilha toda.

Logo viram as palestras, os eventos. Eu aprenderia sobre o fundador da companhia e passaria a tratá-lo com respeito e reverência. Depois que eu mordesse a isca, eu descobriria coisas que não me eram exigidas antes: treinamentos pagos, “kits”, taxas de renovação e outras bobagens.

Meu senso de identidade e valor pessoal ficaria reduzido ao contato com as pessoas que também consomem/conhecem A VERDADE. Eu me afastaria dos meus familiares e amigos “hereges”…E em seguida  eu desfilaria por aí orgulhosa de ostentar meu botton “Pergunte-me como”… E assim recrutar mais pessoas desavisadas (como eu era no início).

E isso, estimados leitores, é o que se reconhece como uma SEITA.

Recapitulando:  técnicas invasivas de recrutamento, ataques de amor aos recém chegados, adoração à figura de um líder controverso, nível hierárquico interno, vocabulário próprio, exigência de determinadas práticas de devoção, afastamento do estilo de vida que o indivíduo levava antes.

É. Precisamente: SEITA.

Se você, que me lê, se sentiu indignado, não gostou do que eu falei, adora A Folhinha e a defenderá até morrer… Não se preocupe comigo! Eu não conheço a VERDADE. Eu sou ignorante e sou pagã. Eu vou pro inferno e não faço parte do convívio dos eleitos.

Eu sou apenas “recalque”, oposição. E vocês podem usar meu texto pra argumentar “E ainda tem gente falando mal da Folhinha!”

…E lá continuam os papeizinhos.

Eu apenas NÃO QUERO frequentar um ambiente onde acontece isso:

(assista no Youtube)

Não quero, obrigada. Me parece um comportamento humano aberrante.

Nunca experimentei o produto. Nunca frequentei os espaços “saudáveis”. Mas sei reconhecer um sorriso fanático quando vejo um.

Não estou interessada. Muito obrigada.

Etiquetado , , , , , , ,
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 151 outros seguidores